Porto Alegre, quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021.
Dia da Criação do Ministério das Comunicações.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Serviço

- Publicada em 21h32min, 24/02/2021. Atualizada em 06h00min, 25/02/2021.

Com maior restrição de funcionamento, agendamento é opção às academias

Na Crossfit, treino com hora marcada e muita higienização é realidade em tempos de crise

Na Crossfit, treino com hora marcada e muita higienização é realidade em tempos de crise


LUIZA PRADO/JC
João Pedro Rodrigues
Após a permanência do sistema de cogestão no Estado, que possibilitou à Capital adotar as regras da bandeira vermelha mesmo tendo permanecido em bandeira preta no mapa definitivo, as academias de Porto Alegre começaram a se movimentar para se adaptar às novas restrições. Além dos protocolos gerais de distanciamento e uso de máscara e álcool em gel nos estabelecimentos, a nova vigência determina um limite de horário entre 6h e 20h, com lotação máxima de 25% da capacidade e um teto de ocupação de uma pessoa para cada 16m2.
Após a permanência do sistema de cogestão no Estado, que possibilitou à Capital adotar as regras da bandeira vermelha mesmo tendo permanecido em bandeira preta no mapa definitivo, as academias de Porto Alegre começaram a se movimentar para se adaptar às novas restrições. Além dos protocolos gerais de distanciamento e uso de máscara e álcool em gel nos estabelecimentos, a nova vigência determina um limite de horário entre 6h e 20h, com lotação máxima de 25% da capacidade e um teto de ocupação de uma pessoa para cada 16m2.
A Moinhos Fitness, que possui nove unidades na Capital, retomou o agendamento de horários de aulas para os alunos através do seu site, alternativa que visa a evitar aglomerações e deslocamentos desnecessários para as academias. A medida, que já havia sido utilizada na pandemia, foi dispensada em razão da bandeira laranja na região e agora retorna devido à bandeira vermelha.
A alternativa, no entanto, não garante o bom desempenho dos negócios, que são prejudicados pela nova restrição de horário. Acostumada a atender 24h na sua unidade da Silva Só, além do atendimento até às 00h em outros pontos, a academia teve que se adaptar à nova realidade, mantendo, atualmente, um padrão de serviço das 6h às 20h durante a semana. Mesmo assim, todas as unidades continuam abertas.
"Para nós é muito ruim. O horário de pico é sempre das 18h às 20h, mas, das 20h às 22h, sempre tem um bom fluxo", conta Diego Weber, diretor geral da Moinhos Fitness. Com a divulgação do decreto, ele já percebe um crescimento na insegurança das pessoas na hora de decidir ir à academia. "O pessoal sentiu. Nas segundas e terças-feiras, as nossas vendas costumam ser boas, mas nesta semana foram praticamente nulas", completa.
Assim como a Moinhos Fitness, o Crossfit Taura, que possui duas unidades em Porto Alegre, também tem utilizado o agendamento como uma alternativa, embora de forma constante durante a pandemia. Assim, os horários são escolhidos pelos alunos através do aplicativo da academia, possibilitando um controle maior sobre o tempo dos treinos, que duram de 45 a 50 minutos, e uma organização melhor do fluxo de pessoas no estabelecimento.
"Os alunos têm tempo de higienizar e guardar o material. Dá tempo da turma sair da academia e da próxima entrar, o que reduz a quantidade de pessoas aqui dentro", explica João Lades, proprietário do Crossfit Taura. Em cada área de treino, há borrifadores de álcool líquido com um pano para higienização das mãos e do material. A academia, que chegou a ter cerca de 50% de cancelamento no número de matrículas, encontrou neste formato uma maneira de sobrevivência em meio à crise.
Em razão do último horário de funcionamento ser o das 20h às 21h, o centro de treinamento não terá muitas mudanças neste sentido. A última turma, que ficará sem aulas neste período, poderá escolher outra hora do dia para treinar entre 7h e 20h.
Quem também segue a linha dos borrifadores individuais é a Academia Alternativa. Na entrada do estabelecimento, são distribuídos, além do álcool, panos para que os alunos mantenham a higiene das mãos e dos equipamentos. Assim, no momento em que o kit não está mais disponível na entrada, nenhum outro aluno pode entrar para treinar, um procedimento que se diferencia dos outros centros.
"Nós deixamos somente um número equivalente à capacidade da academia", explica a subgerente Franciele Carvalho. Dessa forma, quando o estabelecimento está no limite de sua capacidade, algumas pessoas voltam para casa e outras aguardam a sua vez na recepção, o que, segundo ela, é algo difícil de acontecer em razão da queda no número de alunos.
Devido à nova restrição, o horário de atendimento da academia também passa a ser das 6h às 20h. "Acredito que os alunos que vinham depois das 20h, que não são muitos, só vão antecipar o seu horário de treino", diz Franciele.
Comentários CORRIGIR TEXTO