Porto Alegre, segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado financeiro

- Publicada em 08h09min, 22/02/2021. Atualizada em 08h15min, 22/02/2021.

Bolsas da Ásia caem majoritariamente, com temor de aperto na China e Treasuries

Há especulação de que o BC chinês poderá elevar as taxas de juros nos próximos meses

Há especulação de que o BC chinês poderá elevar as taxas de juros nos próximos meses


Mark RALSTON/AFP PHOTO/JC
As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em baixa nesta segunda-feira (22) em meio a temores de que o banco central chinês (PBoC) volte a apertar sua política monetária, embora tenha deixado seus juros básicos inalterados pelo décimo mês consecutivo no fim de semana, e com investidores atentos ao recente avanço no rendimento dos Treasuries de longo prazo.
As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em baixa nesta segunda-feira (22) em meio a temores de que o banco central chinês (PBoC) volte a apertar sua política monetária, embora tenha deixado seus juros básicos inalterados pelo décimo mês consecutivo no fim de semana, e com investidores atentos ao recente avanço no rendimento dos Treasuries de longo prazo.
Na China continental, o índice Xangai Composto recuou 1,45% hoje, a 3.642,44 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve queda de 2,11%, a 2.416,67 pontos, pressionados por ações de turismo e de bebidas alcoólicas.
No fim de semana, o PBoC manteve seus juros de referência para empréstimos de curto e longo prazos em 3,85% e 4,65%, respectivamente, níveis em que se encontram desde abril do ano passado. Há especulação, porém, de que o BC chinês poderá elevar as taxas nos próximos meses à medida que a segunda maior economia do mundo continua se recuperando dos impactos da pandemia de covid-19.
Em outras partes da Ásia, o Hang Seng caiu 1,06% em Hong Kong, a 30.319,83 pontos, e o sul-coreano Kospi se desvalorizou 0,90% em Seul, a 3.079,75 pontos.
Por outro lado, o japonês Nikkei subiu 0,46% em Tóquio, a 30.156,03 pontos, favorecido por ações de aviação e de transporte marítimo, e o Taiex registrou alta de 0,42% em Taiwan, a 16.410,16 pontos.
Contribuiu para o viés negativo na região asiática o rápido aumento nos rendimentos dos Treasuries de longo prazo, movimento que tende a prejudicar ações de setores que se valorizaram com força nos últimos meses. Desde a semana passada, o juro da T-note de 10 anos vem operando nos maiores níveis em 12 meses.
Na Oceania, a bolsa australiana seguiu a tendência majoritária na Ásia, e o S&P/ASX 200 caiu 0,19% em Sydney, a 6.780,90 pontos.
Comentários CORRIGIR TEXTO