Porto Alegre, quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

varejo

- Publicada em 18h15min, 03/02/2021.

Comércio de Caxias sinaliza confiança para o início de ano

As vendas de dezembro quando comparadas a igual mês de 2019 apuraram retração de 54,9%

As vendas de dezembro quando comparadas a igual mês de 2019 apuraram retração de 54,9%


SINDILOJAS/DIVULGAÇÃO/JC
Roberto Hunoff, de Caxias do Sul
Pesquisa realizada pelo Sindilojas Caxias aponta que 81,4% dos comerciantes associados estimam crescimento nos seis primeiros meses do ano. Os dados foram coletados junto a 114 empresários do setor no período de 21 de janeiro a 2 de fevereiro.
Pesquisa realizada pelo Sindilojas Caxias aponta que 81,4% dos comerciantes associados estimam crescimento nos seis primeiros meses do ano. Os dados foram coletados junto a 114 empresários do setor no período de 21 de janeiro a 2 de fevereiro.
Para enfrentar o ano, os empresários apontam como necessidades a ajuda do governo federal para obtenção de capital de giro, manutenção ou prorrogação do programa de auxílio emergencial como forma de atendimento às necessidades da população e consequente fomento para o setor econômico, bem como das medidas emergenciais de emprego e renda editadas para 2020. Do poder público municipal esperam isenção de IPTU referente ao período.
No entendimento da presidente do Sindilojas Caxias, Idalice Manchini, a pesquisa retrata a realidade que os comerciantes enfrentaram no ano passado quando os esforços se concentraram em manter as portas abertas. Segundo ela, os dados servem como parâmetro para orientar a retomada a partir da definição da vacinação e perspectiva de desenvolvimento da economia.
Para 70,2% dos entrevistados, o recuo médio do faturamento em 2020 na comparação com o ano anterior variou de 21% a 30%. As vendas de dezembro quando comparadas a igual mês de 2019 apuraram retração de 54,9%.
As informações foram colhidas em Caxias do Sul, São Marcos, Flores da Cunha, Antônio Prado e Nova Pádua, cidades que integram a base territorial da entidade, que tem mais de 1.200 associados, dos quais 500 da categoria comércio varejista não essencial. A maioria dos entrevistados, 89,5%, atua como comércio de rua. O segmento de vestuário foi o mais representativo com 31,6% do total.
A Pesquisa Resultados do Comércio em 2020 foi criada com o objetivo de identificar os principais resultados econômicos do setor varejista para monitorar e buscar soluções para as empresas nesta retomada das atividades em 2021. Em 2020, 85,8% das empresas que participaram da pesquisa registraram faturamento de até R$ 4,8 milhões.
Comentários CORRIGIR TEXTO