Porto Alegre, quinta-feira, 29 de abril de 2021.
Porto Alegre,
quinta-feira, 29 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Financeiro

- Publicada em 19h43min, 05/01/2021. Atualizada em 19h45min, 05/01/2021.

Juros descolam do bom humor doméstico e sobem com fiscal no radar

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 fechou com taxa de 2,900%

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 fechou com taxa de 2,900%


GERD ALTMANN/PIXABAY/DIVULGAÇÃO/JC
Os juros se descolaram do modo 'risk on' que emergiu no mercado doméstico na etapa da tarde. Além de movimentos pontuais de desmonte de posições, os investidores seguem de olho nos desdobramentos políticos no Brasil e nos Estados Unidos e suas consequências para a gestão fiscal. Aqui, a disputa pela presidência da Câmara levanta o temor de mais gastos sociais, com pressão tanto da oposição como de setores do governo. No exterior, a expectativa é pela decisão do Senado da Georgia, que, por consequência, dará maioria ou não ao governo de Joe Biden.
Os juros se descolaram do modo 'risk on' que emergiu no mercado doméstico na etapa da tarde. Além de movimentos pontuais de desmonte de posições, os investidores seguem de olho nos desdobramentos políticos no Brasil e nos Estados Unidos e suas consequências para a gestão fiscal. Aqui, a disputa pela presidência da Câmara levanta o temor de mais gastos sociais, com pressão tanto da oposição como de setores do governo. No exterior, a expectativa é pela decisão do Senado da Georgia, que, por consequência, dará maioria ou não ao governo de Joe Biden.
O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 fechou com taxa de 2,900% (regular) e 2,910% (estendida), ante 2,849% no ajuste anterior. O janeiro 2023 passou de 4,190% a 4,300% (regular) e 4,315% (estendida). E o janeiro 2027 foi de 6,403% a 6,500% (regular) e 6,510% (estendida).
O diferencial entre os contratos de 2022 e 2027, uma medida da inclinação da curva, passou de 355 pontos-base na segunda a 360 pontos-base. Esse aumento tende a sugerir que o mercado está mais avesso ao risco, embora - na etapa da tarde - não tenha sido visto movimento similar na Bolsa e no dólar. Esses dois ativos seguiram o bom humor externo, na esteira do salto de 5% do petróleo.
Mas esta elevação dos prêmios não decorreu, segundo operadores, de mudança da visão em relação aos fundamentos do mercado. A liquidez segue farta e o fluxo a emergentes é contínuo. Foram notadas operações de desmonte de posições, o que contribuiu para o movimento.
Contudo, a ausência do noticiário econômico no dia trouxe à tona o debate político, este sim acalorado para esta época do ano.
Na segunda-feira, a oposição fechou acordo para apoiar Baleia Rossi (MDB-SP) ao posto, candidato de Rodrigo Maia (DEMP-RJ) à Câmara, e cobrou dele compromissos para mais gastos sociais - pauta também cara a setores do governo. Isso foi suficiente para suscitar, entre uma parcela do mercado, o medo de que o emedebista poderá não atuar nos mesmos moldes do atual presidente da Câmara.
Destaque ainda nesta terça-feira para o primeiro leilão do Tesouro em 2021. Foi ofertado e vendido integralmente 1,3 milhão de NTN-B. A oferta, pela manhã, causou uma leve abertura das taxas.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário