Porto Alegre, quinta-feira, 03 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 03 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Turismo

- Publicada em 19h44min, 03/12/2020.

Presidente da Embratur faz apelo a governadores e prefeitos contra fechamentos

Ele elogiou medidas adotadas pelo governo durante a pandemia, que permitiram manter postos de trabalho

Ele elogiou medidas adotadas pelo governo durante a pandemia, que permitiram manter postos de trabalho


FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL/JC
Enquanto o número de casos da Covid-19 volta a avançar no País, o presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Gilson Machado, fez um apelo nesta quinta-feira (3) contra novos fechamentos e restrições. Em evento no Palácio do Planalto, Machado afirmou que novos fechamentos causaram "desemprego em massa".
Enquanto o número de casos da Covid-19 volta a avançar no País, o presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Gilson Machado, fez um apelo nesta quinta-feira (3) contra novos fechamentos e restrições. Em evento no Palácio do Planalto, Machado afirmou que novos fechamentos causaram "desemprego em massa".
Ele direcionou seu pedido para governadores e prefeitos e justificou que o setor de turismo "não aguenta mais um segundo fechamento coletivo". Ele elogiou medidas adotadas pelo governo durante a pandemia, que permitiram manter postos de trabalho. "Não fechem, por favor, porque vai haver desemprego em massa se os senhores fizerem isso", destacou.
Durante a cerimônia, Gilson Machado parabenizou o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo, pela retomada das atividades do setor. "Quero aproveitar esse momento e parabenizar o presidente Bolsonaro e o ministro Marcelo pela recuperação astronômica que o turismo brasileiro está tendo comparado com América Latina e com outros países do nosso hemisfério."
Machado fez ainda referência em tom irônico ao resultado de crescimento de 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre ante o trimestre anterior. "Enquanto os senhores aí, mais uma vez, dizem que o Brasil cresceu apenas... Apenas, né presidente? Apenas 7%. Eu quero dizer que o turismo nos últimos quatro meses cresceu mais de 30%, mas isso os senhores não dizem", afirmou.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO