Porto Alegre, terça-feira, 17 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 17 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Aeroportos

- Publicada em 12h27min, 17/11/2020. Atualizada em 12h48min, 17/11/2020.

Tarifas de embarque no Aeroporto de Porto Alegre ficam mais caras em dezembro

Medida é uma tentativa de dirimir as perdas atreladas à crise do novo coronavírus

Medida é uma tentativa de dirimir as perdas atreladas à crise do novo coronavírus


LUIZA PRADO/JC
A Fraport, concessionária do Aeroporto de Porto Alegre, informou na manha desta terça-feira (17) que o reajuste nas tarifas começa a valer a partir do dia 16 de dezembro. A Fraport pode realizar reajuste de até 15% nas tarifas praticadas no Aeroporto de Porto Alegre. O objetivo é recompor o equilíbrio econômico-financeiro do aeroporto da Capital desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus.
A Fraport, concessionária do Aeroporto de Porto Alegre, informou na manha desta terça-feira (17) que o reajuste nas tarifas começa a valer a partir do dia 16 de dezembro. A Fraport pode realizar reajuste de até 15% nas tarifas praticadas no Aeroporto de Porto Alegre. O objetivo é recompor o equilíbrio econômico-financeiro do aeroporto da Capital desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus.
A tarifa de embarque doméstico passa a ser de R$ 37,89, aumento de 15% em relação ao valor vigente (R$ 32,95). Já o valor da tarifa de embarque internacional custará R$ 138,12 aos passageiros, em vez dos R$ 129,37 praticados atualmente.
As tarifas de conexão (por passageiro) passarão a custar R$ 11,59 tanto para rotas domésticas quanto internacionais. Hoje, essa taxa custa R$ 10,08 para ambas. As tarifas de pouso (calculadas por tonelada) serão reajustadas para R$ 11,8648 (no caso de voos domésticos) e R$ 31,6305 (em pousos de voos internacionais). 
O reajuste nas tarifas e a revisão dos pagamentos das outorgas estarão vigentes de forma temporária, segundo a Fraport, mas irão se estender até que o prejuízo total esteja compensado. "Ou seja, é um reequilíbrio referente a 2020, mas será compensado durante o tempo necessário para atingir esse valor", explica a Fraport Brasil.
A medida foi aprovada pela diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), dentro da revisão extraordinária do contrato de concessão. Outros três aeroportos que tiveram forte queda no número de voos e receitas também são abarcados pela decisão.
Em outubro, o aeroporto teve elevação de 40% no fluxo de passageiros frente a setembro, com dados ainda preliminares.  
A listagem completa com os novos valores de Permanência, Armazenagem e Capatazia pode ser conferida no site da Fraport.
Comentários CORRIGIR TEXTO