Porto Alegre, quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Dia do Inventor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 14h21min, 04/11/2020.

Bolsas da Europa fecham em alta, com eleição nos EUA no radar

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 2,05%, em 363,31 pontos

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 2,05%, em 363,31 pontos


MIGUEL MEDINA/AFP/JC
Os mercados acionários europeus operaram sem sinal único, no início do dia, mas ganharam fôlego ao longo desta quarta-feira (4) e subiram. Investidores estavam atentos à apuração eleitoral nos Estados Unidos, com as bolsas do continente ganhando força em meio a notícias de que aumentam as chances de vitória do democrata Joe Biden à presidência americana.
Os mercados acionários europeus operaram sem sinal único, no início do dia, mas ganharam fôlego ao longo desta quarta-feira (4) e subiram. Investidores estavam atentos à apuração eleitoral nos Estados Unidos, com as bolsas do continente ganhando força em meio a notícias de que aumentam as chances de vitória do democrata Joe Biden à presidência americana.
O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 2,05%, em 363,31 pontos.
A apuração ainda indefinida mais cedo nos EUA deixou as bolsas europeias sem sinal único. No meio da jornada, houve ganho de fôlego, conforme chegavam notícias positivas do desempenho de Biden em alguns dos Estados cruciais, como Wisconsin e Michigan. Embora ainda esteja indefinido o cenário, a expectativa é que o democrata defenda mais gastos fiscais para apoiar a economia americana, diante do choque da pandemia da covid-19.
Além disso, dados locais estiveram em foco. O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) composto da zona do euro subiu 0,3% em setembro ante agosto, como previsto pelos analistas.
Já o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto recuou a 50,0 em outubro, melhor do que a previsão de 49,4 dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.
Ainda assim, a Capital Economics considerou que os números mostram uma economia estagnada, com um inverno local "sombrio" à frente, diante de nova onda da covid-19 e de restrições já impostas para conter o vírus.
Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 1,67%, em 5.883,26 pontos.
Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,95%, em 12.324,22 pontos.
Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 2,44%, a 19.358,28 pontos.
Em Milão, o índice FTSE MIB fechou com ganho de 1,96%, em 19.358,28 pontos.
Na Bolsa de Madri, o índice IBEX 35 subiu 0,45%, para 6.781,90 pontos.
Em Lisboa, o índice PSI 20 avançou 0,45%, a 4.067,95 pontos, terminando na máxima do dia.
 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO