Porto Alegre, quinta-feira, 29 de outubro de 2020.
Dia nacional do Livro e Dia mundial de combate ao AVC.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 29 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

conjuntura

- Publicada em 09h20min, 29/10/2020.

Confiança de Serviços cai 0,4 ponto em outubro ante setembro, a 87,5 pontos, diz FGV

Resultado interrompe uma sequência de cinco meses de altas consecutivas

Resultado interrompe uma sequência de cinco meses de altas consecutivas


LUIZA PRADO/JC
O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 0,4 ponto na passagem de setembro para outubro, na série com ajuste sazonal, descendo a 87,5 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira (29). O resultado interrompe uma sequência de cinco meses de altas consecutivas. Em médias móveis trimestrais, o índice subiu 2,8 pontos.
O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 0,4 ponto na passagem de setembro para outubro, na série com ajuste sazonal, descendo a 87,5 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira (29). O resultado interrompe uma sequência de cinco meses de altas consecutivas. Em médias móveis trimestrais, o índice subiu 2,8 pontos.
"Após cinco meses em recuperação, a confiança do setor de serviços acomodou em patamar abaixo do observado antes da pandemia", avaliou Rodolpho Tobler, economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.
Em outubro, houve piora em seis dos 13 segmentos pesquisados. A piora das expectativas foi determinante para a queda da confiança no mês. O Índice de Situação Atual (ISA-S) aumentou 2,6 pontos, para 79,5 pontos, mantendo tendência crescente iniciada em maio. Já o Índice de Expectativas (IE-S) caiu 3,2 pontos, para 95,7 pontos, abaixo do nível de fevereiro, no pré-pandemia.
"A grande cautela dos consumidores e a incerteza sobre a evolução da pandemia sugerem que o setor ainda enfrentará dificuldades para retornar ao ritmo de recuperação observado do início do ano", completou Tobler. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor de serviços recuou 0,5 ponto porcentual, passando de 81,8% em setembro para 81,3% em outubro. A coleta de dados para a edição de outubro da Sondagem de Serviços foi realizada com 1.506 empresas entre os dias 1º e 27 do mês.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO