Porto Alegre, quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Dia do Inventor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Varejo

Notícia da edição impressa de 26/10/2020. Alterada em 04/11 às 21h54min

Zaffari soma R$ 573 milhões em projetos prioritários em Porto Alegre; confira a lista

Expansão do Moinhos Shopping já é percebida pelos tapumes; local terá súper do Zaffari

Expansão do Moinhos Shopping já é percebida pelos tapumes; local terá súper do Zaffari


/PATRÍCIA COMUNELLO /ESPECIAL/JC/
Patrícia Comunello
Moinhos, Nilópolis, Lucas e Lindoia. Estes são alguns dos futuros supermercados e hipermercados do grupo Zaffari que estão na lista de oito projetos prioritários que o grupo registrou na prefeitura de Porto Alegre. O pacote completo de projetos da marca de varejo de autosserviço e shopping centers soma mais de meio bilhão de reais em investimentos, segundo a prefeitura.
A ação que envolve os chamados projetos prioritários, lançada em decreto para responder aos impactos da pandemia na economia e que teve inscrição em agosto, pretende acelerar a tramitação de licenciamentos e outros requisitos exigidos para obras de maior porte.
"Há possibilidade de tramitar várias etapas em paralelo, para que, ao ser aprovado, o projeto já tenha todas as licenças e saia com o carimbo de prioritário", explica o titular da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Smams), Germano Bremm.
O valor estimado pelo grupo de varejo gaúcho, com operações no Rio Grande do Sul e em São Paulo, é que os oito empreendimentos da lista somem investimento de R$ 573,2 milhões, com a criação de quase 3,3 mil empregos entre diretos e indiretos. A área construída é projetada em 198,4 mil metros quadrados. O perfil contempla desde atividades de varejo a salas comerciais, administrativas e unidades residenciais. O Zaffari não deu mais detalhes, além dos informados pela prefeitura.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/25/206x137/1_untitled_3b-9173759.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f95f6aa6baf7', 'cd_midia':9173759, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/25/untitled_3b-9173759.jpg', 'ds_midia': ' zaffari - projetos prioritários - decreto da prefeitura de Porto Alegre - investimentos - informações gerais dos 8 projetos - pandemia - varejo ', 'ds_midia_credi': ' ARTE/JC', 'ds_midia_titlo': ' zaffari - projetos prioritários - decreto da prefeitura de Porto Alegre - investimentos - informações gerais dos 8 projetos - pandemia - varejo ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '572', 'cd_midia_h': '314', 'align': 'Left'}
O maior empreendimento fica na área entre as avenidas Borges de Medeiros e Praia de Belas, onde é esperado um Bourbon Shopping. Pelo registro na prefeitura, o aporte pode ser de R$ 330,1 milhões, abrindo 840 empregos na execução, com área construída de 64,67 mil metros quadrados e previsão de 114 unidades comerciais. O projeto está na fase de Estudo de Viabilidade Urbanística (EVU). 
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/16/206x137/1_jr_161020___empreendimentos_zaffari__15_-9166969.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f8a118e3665a', 'cd_midia':9166969, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/16/jr_161020___empreendimentos_zaffari__15_-9166969.jpg', 'ds_midia': 'Projetos do Zaffari (alguns são instalações que existem outros é terreno)  Av. Borges de Medeiros, 2850/2900/2950/3000', 'ds_midia_credi': 'JOYCE ROCHA/JC', 'ds_midia_titlo': 'Projetos do Zaffari (alguns são instalações que existem outros é terreno)  Av. Borges de Medeiros, 2850/2900/2950/3000', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Área entre as avenidas Borges de Medeiros e Praia de Belas espera projeto de maior valor. Foto: Joyce Rocha/JC
Na área do Bourbon Country, no bairro Passo d'Areia, fica o segundo projeto com maior investimento, de R$ 96,7 milhões, com previsão de 71 unidades comerciais, que pode indicar a expansão do shopping. 
Alguns projetos já estão em obras, como o da avenida Panamericana, 240, que abrigou filial do Nacional e que agora será o Zaffari Lindoia. O local está com a intervenção em andamento e deve abrir em 2021. O valor da obra, que ainda não tinha sido divulgado, é de R$ 11,1 milhões. O ponto é um dos três da bandeira Nacional fechados assumidos pelo grupo gaúcho.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/16/206x137/1_lp_161020___empreendimentos__10_-9166032.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f89bfce5ccb6', 'cd_midia':9166032, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/16/lp_161020___empreendimentos__10_-9166032.jpg', 'ds_midia': 'Projetos do Zaffari (alguns são instalações que existem outros é terreno)  Na foto: Av. Panamericana, 240 - já está em obras', 'ds_midia_credi': 'LUIZA PRADO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Projetos do Zaffari (alguns são instalações que existem outros é terreno)  Na foto: Av. Panamericana, 240 - já está em obras', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Na avenida Panamericana, as obras do futuro hipermercado com aporte de R$ 11,1 milhões estão aceleradas. Foto: Luiza Prado/JC
Nos imóveis da avenida Lucas de Oliveira, 740, e na rua Carazinho, 788, também há histórico da bandeira que era do Walmart e hoje é BIG. Na Lucas, o prédio, que foi alugado pelo Zaffari, está fechado e terá adequações. O aporte será de pouco mais de R$ 5 milhões.
A unidade em frente à praça da Encol, conhecida por Nacional da Encol, ainda tem a bandeira do concorrente, que não comenta sobre o futuro. O Zaffari Bela Vista, que ocupará o local, deve ter parte residencial, com aporte total de R$ 95,1 milhões.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/16/206x137/1_lp_161020___empreendimentos__28_-9166050.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f89bfce5ccb6', 'cd_midia':9166050, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/16/lp_161020___empreendimentos__28_-9166050.jpg', 'ds_midia': 'Projetos do Zaffari (alguns são instalações que existem outros é terreno)  Na foto: Supermercado (hoje é o nacional da Encol) Rua Carazinho, 788', 'ds_midia_credi': 'LUIZA PRADO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Projetos do Zaffari (alguns são instalações que existem outros é terreno)  Na foto: Supermercado (hoje é o nacional da Encol) Rua Carazinho, 788', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Nacional da Encol vai virar Zaffari Bela Vista e está na lista de oito projetos prioritários. Foto: Luiza Prado/JC
Outra unidade ex-Nacional que vai virar Zaffari fica na avenida Wenceslau Escobar, na Zona Sul da Capital, mas que não foi incluída na lista de projetos prioritários. O local deverá ter algumas obras de drenagem e reforma, com projeto que está em análise no município. 
A expansão no Moinhos Shopping, que pertence ao grupo Zaffari, já tem autorização para colocar tapumes, que já são vistos no acesso pela rua Dr. Timotéo. O investimento é projetado em R$ 17,1 milhões e indicação de duas unidades comerciais, segundo a Smams.
No bairro Menino Deus, está outro projeto, na antiga área do Kennel Club, vizinha ao Zaffari Menino Deus. O grupo informou à prefeitura que o empreendimento de R$ 6,3 milhões será sede administrativa e salas comerciais. Moradores alimentam a esperança de ver ali uma expansão do supermercado atual.

Os 8 projetos prioritários do Zaffari listados na prefeitura de Porto Alegre 

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/25/206x137/1_untitled_3-9173757.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f95f6aa6baf7', 'cd_midia':9173757, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/25/untitled_3-9173757.jpg', 'ds_midia': ' zaffari - projetos prioritários - decreto da prefeitura de Porto Alegre - investimentos - informações DETALHADAS dos 8 projetos - pandemia - varejo ', 'ds_midia_credi': 'ARTE/JC ', 'ds_midia_titlo': ' zaffari - projetos prioritários - decreto da prefeitura de Porto Alegre - investimentos - informações DETALHADAS dos 8 projetos - pandemia - varejo ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '577', 'align': 'Left'}
As últimas unidades do Zaffari abertas na Capital foram na avenida Juca Batista (Zaffari Hípica), em 2017, e Rua da Praia, no Centro Histórico, em 2016. O grupo também finaliza empreendimento na avenida Aparício Borges, com parte comercial e residencial com a Melnick Even. Outro projeto em obras fica na avenida Carlos Gomes, que terá um Bourbon Shopping, com conclusão para 2022.
O Complexo Belvedere também terá unidade da marca na Capital, além de Gravataí, com hipermercado. Projetos para a área da antiga Gaúcha Cross, na avenida Protásio Alves, mesmo com licença prévia, não têm definição sobre prazo. Para a área do antigo Força e Luz, no bairro Santa Cecília, o grupo diz que não há definição.         
Bremm garante que a "ordem é dar celeridade e qualificar as análises. "A construção civil tem capacidade de ativar a economia", reforça o secretário, lembrando que há prazo de até um ano, após a emissão da Licença de Instalação (LI) para começo da construção. A digitação do processo também é vista como fator para agilizar as análises.  
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/25/206x137/1_untitled_3a-9173758.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f95f6aa6baf7', 'cd_midia':9173758, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/10/25/untitled_3a-9173758.jpg', 'ds_midia': ' projetos prioritários - decreto da prefeitura de Porto Alegre - investimentos - informações gerais dos 8 projetos - pandemia ', 'ds_midia_credi': ' ARTE/JC', 'ds_midia_titlo': ' projetos prioritários - decreto da prefeitura de Porto Alegre - investimentos - informações gerais dos 8 projetos - pandemia ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '503', 'align': 'Left'}
Foram mais de 170 projetos inscritos para ter o selo de prioritário. Destes, 134 foram deferidos, com projeção de R$ 6,3 bilhões em investimentos. O Valor Geral de Vendas (VGV), que reflete o potencial de receita do negócio, é estimado em R$ 9,7 bilhões. Além disso, podem ser abertos mais de 150 mil vagas de trabalho, entre diretas e indiretas.
Dos deferidos, 34 são habitacionais e soma R$ 1,78 bilhão em investimentos e VGV de R 2,5 bilhões. São 17,4 mil residências. Na construção, a estimativa é de gerar 38,2 mil empregos. O segmento concentra maiores aportes e impacto no trabalho. 
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2020