Porto Alegre, segunda-feira, 12 de outubro de 2020.
Dia da Criança. Feriado - Nossa Senhora Aparecida. Feriado nos EUA: Columbus Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 12 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Turismo

- Publicada em 21h34min, 11/10/2020. Atualizada em 19h01min, 12/10/2020.

Uruguai: viagens seguem suspensas para brasileiros, avisa Abav-RS

Viajar para  Punta del Este para visitar ícones como o Museu Casapueblo não tem previsão

Viajar para Punta del Este para visitar ícones como o Museu Casapueblo não tem previsão


MIGUEL ROJO/AFP/JC
Patrícia Comunello
Atualizada às 18h51min de 12/10/2020
Atualizada às 18h51min de 12/10/2020
Vizinho de “porta” dos gaúchos, o Uruguai ainda não pode entrar nas intenções de vigem dos brasileiros. Quem tiver passagem comprada deve cancelar ou remarcar se até a data do embarque não houver mudança na política de restrição adotada pelo país vizinho, orienta a Associação Brasileira de Agências de Viagem regional no Rio Grande do Sul(Abav-RS).
O vice-presidente de Relações Externas da Abav-RS, João Augusto Machado, explica que a medida está em vigor desde o começo da pandemia, na declaração de emergência sanitária de 13 de março. O Uruguai tem uma condição sanitária que é o oposto da do Brasil, com muito menos casos e mortes, uma das melhores situações no mundo.
"A orientação para quem tiver uma viagem para lá (Uruguai) é aguardar para ver se abrirão as fronteiras ou cancelar e remarcar a passagem", aconselha o dirigente.
As restrições se estendem a qualquer destino, da capital Montevidéu, Colônia, Punta del Este - um dos destinos mais requisitados no Estado. O Ministério de Saúde Pública do país esclareceu que o acesso é permitido apenas aos free shops terrestres em Rivera, por exemplo, mas sem possibilidade de entrar em mais área do território.
Até mesmo a exigência de testes de Covid-19 já foi feita de brasileiros. Além disso, barreiras sanitárias no controle de carros buscam reduzir os riscos de contaminação do tráfego oriundo do Brasil. 
Leitores do Jornal do Comércio têm questionado sobre a situação. Apenas 52 países no mundo permitem ingresso de brasileiros para turismo. 
O Uruguai passou a exigir em julho teste de RT-PCR, que detecta o vírus ativo no organismo, até 72 horas antes da viagem para visitantes, mas isso só é válido para países que estão com liberação para ingressar. 
Voos para ingresso de estrangeiros pelo Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital gaúcha, que estavam suspensos desde julho devido a uma norma federal, voltaram a ser autorizados em setembro, mas nenhuma conexão com o Uruguai foi ativada, mesmo que seja para uso dos próprios uruguaios ou casos de vistos permitidos. Já há oferta de voos para Lisboa, mas nem todo mundo pode embarcar.
Segundo o boletim mais recente do Ministério de Saúde Pública uruguaio, são 2.251 casos positivos do novo coronavírus, com 1,9 mil recuperados e 49 mortes. O Brasil tem mais de 5 milhões de casos e 150 mil de óbitos. Só o Rio Grande do Sul tem mais de 214 mil registros e mais de 5 mil mortes - mais que o dobro do total de casos do Uruguai.
Uma das estratégias do governo uruguaio desde o começo das ações é a testagem. Com 3,5 milhões de habitantes, o país já realizou 259.772 testes. 
O governo gaúcho e Ministério das Relações Exteriores firmaram acordos com os uruguaios para adoção de medidas de combate à pandemia. O país vizinho chegou a auxiliar no envio de medicamentos para pacientes que estavam em UTIs em hospitais gaúchos, devido à falta no Estado.
Comentários CORRIGIR TEXTO