Porto Alegre, quarta-feira, 07 de outubro de 2020.
Dia do Compositor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 07 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

aviação

- Publicada em 09h30min, 07/10/2020. Atualizada em 11h07min, 07/10/2020.

Azul tem liquidez de R$ 2,3 bilhões ao fim do 3º trimestre

Conta inclui caixa e equivalentes de caixa, investimentos de curto prazo e contas a receber

Conta inclui caixa e equivalentes de caixa, investimentos de curto prazo e contas a receber


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
A Azul informou que, ao fim do terceiro trimestre de 2020, sua posição de liquidez - incluindo caixa e equivalentes de caixa, investimentos de curto prazo e contas a receber - totalizou R$ 2,3 bilhões, comparado com R$ 2,25 bilhões no trimestre anterior, de acordo com números preliminares e não auditados divulgados nesta terça-feira (6).
A Azul informou que, ao fim do terceiro trimestre de 2020, sua posição de liquidez - incluindo caixa e equivalentes de caixa, investimentos de curto prazo e contas a receber - totalizou R$ 2,3 bilhões, comparado com R$ 2,25 bilhões no trimestre anterior, de acordo com números preliminares e não auditados divulgados nesta terça-feira (6).
"A combinação de uma estrutura de custos mais eficiente, com o retorno da demanda melhor do que o esperado, indica que estamos no caminho certo para resgatar nossa posição como uma das companhias aéreas mais rentáveis da região", diz Alex Malfitani, diretor financeiro da empresa, em nota.
De acordo com a companhia, a Azul havia previsto originalmente um consumo de caixa de aproximadamente R$ 3 milhões por dia para o segundo semestre, mas apresentou um aumento de caixa de aproximadamente R$ 700 mil por dia ao longo do terceiro trimestre. Excluindo indenizações trabalhistas, a empresa apurou um aumento de caixa de R$ 1,5 milhão por dia, relacionado com a implementação de seu plano de retomada, incluindo negociações com stakeholders, bem como uma recuperação de demanda mais rápida do que a esperada.
Para o quarto trimestre, a aérea estima uma queima de caixa média de aproximadamente R$ 2,5 milhões por dia, sem amortizações significativas de dívidas como resultado de negociações em andamento com seus parceiros financeiros. "Nos últimos seis meses, apesar da pandemia, a companhia conseguiu manter sua posição de caixa estável sem levantar qualquer capital adicional, e nossas projeções internas mostram liquidez suficiente para mais de 30 meses sem novo aumento de capital", comenta a Azul.
A empresa termina dizendo que "continua avaliando fontes de capital disponíveis a fim de fortalecer ainda mais seu balanço e aproveitar eventuais oportunidades de mercado".
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO