Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Energia

- Publicada em 19h09min, 26/09/2020.

Governo do Distrito Federal anuncia privatização de estatal de energia

Em fevereiro de 2020, Ibaneis declarou que a privatização da CEB é irreversível

Em fevereiro de 2020, Ibaneis declarou que a privatização da CEB é irreversível


VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL/JC
O governo do Distrito Federal anunciou neste sábado (26) a privatização da CEB (Companhia Energética de Brasília).
O governo do Distrito Federal anunciou neste sábado (26) a privatização da CEB (Companhia Energética de Brasília).
O conselho de administração da CEB aprovou a convocação de uma assembleia geral para chancelar a venda da empresa. O governo do Distrito Federal é o acionista majoritário da companhia.
O preço mínimo de venda é de R$ 1,424 bilhão. Esse valor foi calculado a partir de duas avaliações realizadas por consultorias independentes contratadas pelo BNDES (Banco do Desenvolvimento Econômico e Social).
A decisão foi comunicada aos acionistas e ao mercado em fato relevante divulgado pela companhia na tarde deste sábado. O documento é assinado pelo diretor administrativo-financeiro e de relações com investidores da empresa, Joel Antônio de Araújo.
Após deliberação da assembleia geral, as ações serão ofertadas em leilão organizado pela B3.
Em 2019, o grupo CEB obteve lucro líquido de R$ 119 milhões - um aumento de 32% em relação ao ano anterior.
O primeiro passo para a venda da companhia foi dado em 2019, quando o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, contratou o BNDES para assessorar o processo.
Em fevereiro de 2020, Ibaneis declarou que a privatização da CEB é irreversível e prioridade do governo.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO