Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

indústria

- Publicada em 18h32min, 16/09/2020.

Marcopolo criará plano de demissão voluntária

Empresas receberão solicitações de desligamentos até o dia 25 de setembro

Empresas receberão solicitações de desligamentos até o dia 25 de setembro


MARCOPOLO/DIVULGAÇÃO/JC
Roberto Hunoff, de Caxias do Sul
Após o período de 15 dias de suspensão das demissões na Marcopolo S.A. e na San Marino Neobus, acordado em audiência na Justiça do Trabalho no dia 31 de agosto, o Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região e os representantes das empresas voltaram a se reunir em audiência virtual, na manhã desta quarta-feira (16). Ao final, foi definida a constituição de um plano de demissão voluntária.
Após o período de 15 dias de suspensão das demissões na Marcopolo S.A. e na San Marino Neobus, acordado em audiência na Justiça do Trabalho no dia 31 de agosto, o Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região e os representantes das empresas voltaram a se reunir em audiência virtual, na manhã desta quarta-feira (16). Ao final, foi definida a constituição de um plano de demissão voluntária.
Até 25 de setembro, as empresas receberão solicitações de desligamentos. Dentre os benefícios assegurados estão oito meses de plano de saúde para titular e dependente, subsidiado pela empresa, e R$ 100 de vale-rancho por seis meses, para quem recebe até R$ 3.135. Quem tem salário acima deste valor até R$ 5 mil, terá o benefício do plano de saúde, mas não receberá vale-rancho. Para quem recebe acima de R$ 5 mil será mantido o plano de saúde por seis meses, para titular e dependentes.
Comentários CORRIGIR TEXTO