Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Serviços

- Publicada em 17h15min, 11/09/2020. Atualizada em 17h28min, 11/09/2020.

Setor de eventos testa retomada em Porto Alegre

Congresso e mini-feira foram realizados para provar que medidas sanitárias permitem reinício de atividades

Congresso e mini-feira foram realizados para provar que medidas sanitárias permitem reinício de atividades


JOYCE ROCHA/JC
Marcelo Beledeli
Após quase seis meses de paralisação, o setor de eventos começou a dar os primeiros passos para a retomada de atividades em Porto Alegre. Nesta sexta-feira (11), o Centro de Eventos da Fiergs recebeu um “congresso teste”, o primeiro a ser permitido pela prefeitura da capital gaúcha desde o início do isolamento social devido à pandemia de Covid-19, em março. No domingo (13), será a vez de um show experimental colocar em prática os protocolos propostos pelo segmento.
Após quase seis meses de paralisação, o setor de eventos começou a dar os primeiros passos para a retomada de atividades em Porto Alegre. Nesta sexta-feira (11), o Centro de Eventos da Fiergs recebeu um “congresso teste”, o primeiro a ser permitido pela prefeitura da capital gaúcha desde o início do isolamento social devido à pandemia de Covid-19, em março. No domingo (13), será a vez de um show experimental colocar em prática os protocolos propostos pelo segmento.
O evento serviu como “treinamento” do setor para testar a realização de congressos e feiras no município. A coordenação foi realizada pelo Porto Alegre e Região Metropolitana Convention Bureau (POACVB). Segundo a presidente da entidade, Adriane Hilbig, essa é uma chance de provar que as medidas sanitárias permitem a retomada do segmento. “Estamos cumprindo todos os protocolos sanitários, e estamos preparados para o reinício de atividades de forma segura e imediata”, destacou.
De acordo com Adriane, o setor foi completamente paralisado com a pandemia, mas assim como outros segmentos já obtiveram flexibilização, as empresas de eventos também querem “isonomia”, com permissão de atividades. “Não existe grande diferença entre um shopping e uma feira de negócios”, afirma.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/09/11/206x137/1_jr_110920___evento_teste__23_-9134111.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f5bc8a0e8f9d', 'cd_midia':9134111, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/09/11/jr_110920___evento_teste__23_-9134111.jpg', 'ds_midia': 'Adriane Hilbig, presidente do Poa Convention Bureau.', 'ds_midia_credi': 'JOYCE ROCHA/JC', 'ds_midia_titlo': 'Adriane Hilbig, presidente do Poa Convention Bureau.', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Adriane Hilbig, do POACVB, defende reabertura, como outros segmentos já tiveram. Joyce Rocha/JC
Para a realização do evento foram realizadas medidas como o distanciamento entre o público, com o afastamento de cadeiras nas palestras, utilização de equipamentos de proteção individual (EPIs) e acesso em lotes para evitar aglomeração, medição de temperatura de todos os presentes e disponibilização de totens de álcool gel. Equipes da prefeitura acompanharam a montagem e realização para verificar o cumprimento das regras estabelecidas. Os protocolos já foram testados recentemente nas cidades de Bento Gonçalves e Gramado, contando com a adesão de entidades, prefeituras e dos respectivos Conventions Bureaus locais.
A programação no Centro de Eventos da Fiergs contou com palestras e uma mini-feira com apenas seis expositores. A entrada de visitantes foi limitada a 180 profissionais, além de 500 vagas disponibilizadas online para os associados das entidades promotoras. Cada palestra podia ter apenas 60 participantes, que podiam ficar um máximo de 90 minutos dentro do espaço do congresso.
JOYCE ROCHA/JC
Liliane Kratzig (e), da LK Comunicação Visual, espera que trabalhos retornem. Joyce Rocha/JC
Entre os expositores estava Liliane Kratzig, diretora da LK Comunicação Visual, empresa responsável por montagem de sinalização e cenografia de eventos. “Chegou a dar uma emoção ver as pessoas fazendo a abertura do evento no palco, após tanto tempo sem nada”, disse a empresária.
Liliane lembra que, mesmo antes do isolamento social, o setor já estava sendo afetado pela pandemia, com o cancelamento de diversos congressos e feiras. “Tivemos eventos cancelados no dia da montagem. Foi muito chocante. Como o nosso negócio também tem um braço de atendimento à indústria conseguimos sobreviver, mas muita gente que sobrevive só de evento foi fortemente impactada, com funcionários desligados sem receber inclusive”, destaca. A empresária espera que as atividades possam voltar para que o setor tenha uma recuperação. “Tem muita gente que depende dessa cadeia”, afirma.
Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Porto Alegre, Leonardo Hoff, a prefeitura municipal entende que o setor de eventos tem condições de realizar atividades seguindo protocolos de segurança para evitar o contágio pela Covid-19. No entanto, ainda não há uma previsão para autorizar a realização de eventos desse tipo na Capital. “Não podemos falar em datas. Hoje não estão permitidos, esperamos que possam ser realizados num futuro próximo, mas seria precipitado falar em datas e prazos”, afirma.

Feira para condomínio já está prevista para outubro

À esq. Ana Paula Franco, diretora da Conectta Feiras e Eventos. À dir. Mauren Gonçalves, presidente da Assosidicos-RS.
Ana Paula Franco (e) e Mauren Gonçalves estão otimistas com o evento
JOYCE ROCHA/JC
Apesar da prefeitura de Porto Alegre ainda não ter uma previsão oficial para voltar a permitir eventos, o Centro de Exposições da Fiergs já tem marcado para o próximo mês a realização do Sindexpo 2020 – Feira de Negócios para Condomínios e Salão do Imóvel e Interiores, assim como o 1º Congresso Gaúcho Assosíndicos RS. O evento, organizado pela Associação dos Síndicos do Rio Grande do Sul (Assosíndicos RS), está previsto para acontecer de 9 a 11 de outubro. A expectativa dos organizadores é receber até 2.500 participantes.
“Essa feira de negócios do mercado condominial estava marcada para maio, e foi prorrogada inicialmente para setembro, e agora para o mês que vem”, explica Ana Paula Franco, diretora da Conectta Feiras & Eventos, responsável pela realização. Segundo a empresária, serão adotados protocolos de segurança internacionais, especialmente da Alemanha, para permitir a realização da feira e do congresso. “Esse primeiro evento depois de vários meses está sendo feito de uma forma corajosa, mas sabemos da importância de retomar o mercado, que sofreu muito durante a pandemia”, afirma. Ana Paula.
“Estamos otimistas com o evento. Teremos palestrantes de todo o país e um bom público, apesar do número limitado de participantes”, destaca Mauren Gonçalves, presidente da Assosíndicos RS. “Teremos todos os cuidados sanitários, assim como supermercados, shoppings e outros locais já fazem”, afirma a dirigente.
A comparação com outras atividades econômicas já permitidas pela prefeitura municipal também é destacada por Ana Paula Franco. “Temos que retomar com segurança, e mostrar aqui nos eventos é mais seguro do que num shopping. As pessoas não vão para uma feira para passear e provocar aglomeração, vão para fazer negócios, são mais focadas”, declara.
Comentários CORRIGIR TEXTO