Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

varejo

- Publicada em 19h25min, 08/09/2020. Atualizada em 16h44min, 13/09/2020.

Rede Dia encerra operações no RS e vai embora da Região Sul

Decisão resultará na demissão de 753 colaboradores neste mês

Decisão resultará na demissão de 753 colaboradores neste mês


JOYCE ROCHA/JC
Adriana Lampert
A rede Dia, focada em supermercados de bairro, deve deixar o Rio Grande do Sul ainda em setembro. A decisão – que partiu da sede do Dia Group, na Espanha – resultará na demissão de 753 trabalhadores. De forma irreversível, serão encerradas 70 operações restantes no Estado. Isso porque desde maio, a empresa já estava baixando definitivamente as cortinas de suas lojas em solo gaúcho.
A rede Dia, focada em supermercados de bairro, deve deixar o Rio Grande do Sul ainda em setembro. A decisão – que partiu da sede do Dia Group, na Espanha – resultará na demissão de 753 trabalhadores. De forma irreversível, serão encerradas 70 operações restantes no Estado. Isso porque desde maio, a empresa já estava baixando definitivamente as cortinas de suas lojas em solo gaúcho.
O Dia chegou a ter mais de 80 lojas de supermercados no Rio Grande do Sul, sendo que a primeira foi inaugurada em 2011. O Estado era o único destino da Região Sul onde a marca operava, com lojas próprias e franquias, apostando em unidades pequenas e preços baixos para os consumidores. Recentemente o Sindicato dos Empregados do Comércio de Porto Alegre (Sindec), fez um acordo com a rede espanhola para o fechamento de 10 lojas em Porto Alegre. Segundo o presidente da entidade, Nilton Neco, na ocasião foram demitidos quase 30 funcionários.
“Foi acertado que seriam pagos seis meses de plano de saúde, cesta básica, e que todos os direitos dos trabalhadores seriam pagos de uma só vez. Além disso, a empresa se comprometeu de dar inscrição gratuita para os ex-funcionários no site de busca de empregos Catho”, conta o dirigente. Segundo ele, a ideia é tentar negociar o mesmo para os demais profissionais da rede no Estado, que perderão os postos de trabalho até o final do mês.
Comentários CORRIGIR TEXTO