Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 15h32min, 03/09/2020.

Ouro fecha em queda, com câmbio e compensação de perdas nas bolsas no radar

Ouro para dezembro fechou em queda de 0,35%, a US$ 1.937,80 a onça-troy

Ouro para dezembro fechou em queda de 0,35%, a US$ 1.937,80 a onça-troy


VISUALHUNT.COM/DIVULGAÇÃO/JC
O contrato mais líquido do ouro registrou baixa nesta quinta-feira (3) mesmo em dia de queda forte nas bolsas de Nova York e com fraqueza também em boa parte da Europa. O movimento sugere que investidores venderam o metal para compensar parte das perdas no mercado acionário.
O contrato mais líquido do ouro registrou baixa nesta quinta-feira (3) mesmo em dia de queda forte nas bolsas de Nova York e com fraqueza também em boa parte da Europa. O movimento sugere que investidores venderam o metal para compensar parte das perdas no mercado acionário.
O ouro para dezembro fechou em queda de 0,35%, a US$ 1.937,80 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).
O ouro em geral sobe em dias de quedas nas bolsas, já que o metal é demandado como alternativa mais segura. Diante do forte recuo nas praças nesta quinta, porém, houve no mercado do metal vendas de contratos para cobertura de prejuízos.
Além disso, o Commerzbank comenta em relatório que o ouro tem sido pressionado nos últimos dias pelo dólar forte. O banco também nota, por outro lado, que há relatos de aumento na demanda pelo ouro na Índia, com fontes próximas ao governo informando um aumento nas importações em agosto, que teriam chegado à máxima em oito meses, em 60 toneladas, quase o dobro do mesmo mês de 2019.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO