Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Pandemia

- Publicada em 03h00min, 05/08/2020.

Crise obriga 69% das pequenas empresas a ajustarem operações

O percentual de pequenos negócios gaúchos que precisaram fazer ajustes na operação chega a 69%, ou seja, praticamente duas em cada três empresas. Isso porque 40% deles estão funcionando com a estrutura física adaptada, 17% recorreram à internet, aplicativos ou passaram a usar ferramentas digitais e 12% investiram em delivery e take away para não fechar ou terem perdas maiores de faturamento.
O percentual de pequenos negócios gaúchos que precisaram fazer ajustes na operação chega a 69%, ou seja, praticamente duas em cada três empresas. Isso porque 40% deles estão funcionando com a estrutura física adaptada, 17% recorreram à internet, aplicativos ou passaram a usar ferramentas digitais e 12% investiram em delivery e take away para não fechar ou terem perdas maiores de faturamento.
Os números são da Pesquisa de Monitoramento dos Pequenos Negócios na Crise, do Sebrae RS.
Entre os setores que mais investiram em adaptações está o comércio, em que 45% das empresas estão com a estrutura física remodelada. O setor de serviços é o mais afetado, pois uma em cada três empresas está impossibilitada de funcionar. Isso acontece por conta dos decretos governamentais que ampliaram as restrições de funcionamento em várias regiões do Estado. As que estão abertas representam 73% do setor. Dessas, 40% estão com a estrutura adaptada.
Comentários CORRIGIR TEXTO