Porto Alegre, terça-feira, 04 de agosto de 2020.
Dia dos Padres.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 04 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Conjuntura

- Publicada em 16h05min, 04/08/2020. Atualizada em 16h20min, 04/08/2020.

PIB contraiu 11,2% no 2º trimestre de 2020, mostra 1ª prévia de indicador da FGV

Economia no Brasil sofre com restrições impostas por pandemia, como em Porto Alegre

Economia no Brasil sofre com restrições impostas por pandemia, como em Porto Alegre


LUIZA PRADO/JC
O Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 11,2% no segundo trimestre ante o primeiro trimestre de 2020, segundo a primeira prévia do Indicador de Atividade Econômica (IAE) de junho, divulgado nesta terça-feira (4), pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O tombo de abril foi o principal responsável pelo desempenho negativo no trimestre, já que, isoladamente em junho, o IAE registrou alta de 0,7% ante maio.
O Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 11,2% no segundo trimestre ante o primeiro trimestre de 2020, segundo a primeira prévia do Indicador de Atividade Econômica (IAE) de junho, divulgado nesta terça-feira (4), pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O tombo de abril foi o principal responsável pelo desempenho negativo no trimestre, já que, isoladamente em junho, o IAE registrou alta de 0,7% ante maio.
Em relação ao segundo trimestre de 2019, a queda na atividade econômica apontada pelo IAE foi de 11,7%. "Em junho o recuo da atividade foi de 9,4%, na mesma base de comparação, resultado melhor do que o observado em maio (-12,7%). Com esses resultados, a taxa acumulada em 12 meses até junho chega a -2,2% e o acumulado no 1º semestre do ano a -5,8%", diz a nota divulgada há pouco pela FGV.
O IAE procura antecipar a tendência da economia brasileira a partir da divulgação de três versões com base na divulgação das principais pesquisas mensais de atividade divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física (PIM-PF), a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) e a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).
Mais cedo nesta terça-feira, ao divulgar a PIM-PF, o IBGE informou que a produção industrial avançou 8,9% em junho ante maio.
Comentários CORRIGIR TEXTO