Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ENERGIA

- Publicada em 21h01min, 03/08/2020. Atualizada em 21h03min, 03/08/2020.

Petrobras reduz preço de gás para distribuidoras em 48% em dólar e 35% em reais

Conforme a lei, os reajustes são aplicados pelas agências reguladoras estaduais

Conforme a lei, os reajustes são aplicados pelas agências reguladoras estaduais


VANDERLEI ALMEIDA/AFP/JC
A Petrobras disse que reduziu, desde o início deste mês, os preços de venda de gás natural para as distribuidoras em 48% em dólar e 35% em reais, na comparação com dezembro do ano passado.
A Petrobras disse que reduziu, desde o início deste mês, os preços de venda de gás natural para as distribuidoras em 48% em dólar e 35% em reais, na comparação com dezembro do ano passado.
"A redução no preço reflete os novos contratos de venda com as distribuidoras em que o preço da molécula de gás está atrelado à variação do preço do petróleo no mercado internacional, cuja revisão é realizada trimestralmente", diz a estatal em comunicado ao mercado.
A empresa esclarece que o preço final ao consumidor depende não apenas do custo da molécula de gás e do transporte, mas também pelas margens das distribuidoras e pelos tributos federais e estaduais. Conforme a lei, os reajustes são aplicados pelas agências reguladoras estaduais.
A Petrobras afirma que tem feito sua parte no termo de compromisso assinado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). "A companhia tem atuado para acelerar as etapas sob sua responsabilidade na busca pelo desenvolvimento de um mercado competitivo e sustentável", diz o comunicado.
Os dados específicos dos novos preços da Petrobras com as distribuidoras não foram revelados no comunicado. Segundo a Petrobras, os contratos de venda para as distribuidoras estão disponíveis para consulta no site da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO