Porto Alegre, quinta-feira, 30 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 30 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

Atualizada em 08h10min, 30/07/2020.

Bolsas asiáticas fecham majoritariamente em baixa, de olho em avanço da Covid-19

Na China continental, mercados chineses interromperam sequência de 3 pregões de ganhos

Na China continental, mercados chineses interromperam sequência de 3 pregões de ganhos


NICOLAS ASFOURI/AFP/JC
As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta quinta-feira (30), à medida que investidores acompanham com apreensão a disseminação do coronavírus pelo mundo e apesar da promessa do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de manter uma postura ultra-acomodatícia durante a crise da Covid-19.
As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta quinta-feira (30), à medida que investidores acompanham com apreensão a disseminação do coronavírus pelo mundo e apesar da promessa do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de manter uma postura ultra-acomodatícia durante a crise da Covid-19.
Na China continental, os mercados chineses interromperam uma sequência de três pregões de ganhos, com investidores estrangeiros embolsando lucros do recente avanço. O índice Xangai Composto caiu 0,23%, a 3.286,82 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,43%, a 2.227,33 pontos.
Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei manteve a fraqueza recente, com queda de 0,26% em Tóquio, a 22.339,23 pontos, pressionado por ações do setor aéreo e de concessionárias de serviços, e o Hang Seng se desvalorizou 0,69% em Hong Kong, a 24.710,59 pontos, diante do fraco desempenho de papéis do setor financeiro.
Por outro lado, o sul-coreano Kospi avançou 0,17% em Seul, a 2.267,01 pontos, favorecido por ações de montadoras e de fabricantes de eletrônicos, e o Taiex subiu 1,45% em Taiwan, a 12.722,92 pontos. O avanço do coronavírus limita o apetite por risco na Ásia. Nessa quarta (29), os casos de Covid-19 no mundo ultrapassaram a marca de 16,8 milhões, com mais de 662 mil mortes.
Já o Fed manteve seus juros inalterados ontem, como se previa, mas reiterou a disposição usar toda a gama de ferramentas disponíveis para apoiar a economia dos EUA em meio à crise gerada pelo coronavírus. Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul, embora o Estado de Victoria tenha anunciado novo recorde de casos de coronavírus em 24 horas, de 723. O S&P/ASX 200 avançou 0,74% em Sydney, a 6.051,10 pontos.
Comentários CORRIGIR TEXTO