Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

conjuntura

- Publicada em 17h07min, 27/07/2020.

Vendas do varejo moderno crescem 12,8% no primeiro semestre de 2020

O segmento da economia que mais sofreu os impactos foi o comércio

O segmento da economia que mais sofreu os impactos foi o comércio


NÍCOLAS CHIDEM/JC
Nos primeiros seis meses de 2020, as vendas totais do chamado varejo moderno registraram alta de 12,8%, na comparação com o mesmo período de 2019. O levantamento, da Nielsen, analisa aproximadamente 150 cadeias nacionais de Autosserviço, Atacarejo e Farmácias. De todos esses segmentos, o canal com maior crescimento foi o Atacarejo, com alta de 19,7%.
Nos primeiros seis meses de 2020, as vendas totais do chamado varejo moderno registraram alta de 12,8%, na comparação com o mesmo período de 2019. O levantamento, da Nielsen, analisa aproximadamente 150 cadeias nacionais de Autosserviço, Atacarejo e Farmácias. De todos esses segmentos, o canal com maior crescimento foi o Atacarejo, com alta de 19,7%.
Na avaliação das cestas, todos os segmentos tiveram desempenho positivo. Os destaques do semestre foram os eletrônicos, que cresceram 21,2% no período; as commodities , com alta de 19,7%; os perecíveis frescos, 19,6%; e os alimentos, 16,6%. Para a Nielsen, esses dados indicam uma preparação das despensas para o período de confinamento por parte dos consumidores brasileiros.
No semestre, os produtos mais procurados foram: Queijos, com alta de procura de 32,8% sobre o ano passado; óleo comestível, alta de 30,8%; aparelhos celular, 28,7%; e arroz 28,6%. Entre os itens com queda nas vendas estão, por exemplo, games e consoles, com queda de 76,2%, e ar condicionado, menos 42,2% das vendas.
 
Já na cesta de higiene e beleza, com alta de 7% de janeiro a junho de 2020 versus 2019, o grande destaque foram os Antissépticos para as Mãos, o Álcool em Gel, com crescimento de 964,8% das vendas neste intervalo. O segmento de Limpeza também avançou 13,3% no semestre.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO