Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

mercado financeiro

- Publicada em 08h06min, 21/07/2020.

Bolsas asiáticas fecham em alta com possíveis vacinas e fundo de resgate da UE

Nikkei subiu 0,73% em Tóquio, a 22.884,22 pontos

Nikkei subiu 0,73% em Tóquio, a 22.884,22 pontos


Behrouz MEHRI/AFP/JC
As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta terça-feira (21), beneficiadas por uma série de notícias sobre o desenvolvimento de possíveis vacinas contra o coronavírus e após líderes da União Europeia (UE) chegarem a um acordo sobre um fundo de resgate bilionário para ajudar o bloco a superar a pandemia.
As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta terça-feira (21), beneficiadas por uma série de notícias sobre o desenvolvimento de possíveis vacinas contra o coronavírus e após líderes da União Europeia (UE) chegarem a um acordo sobre um fundo de resgate bilionário para ajudar o bloco a superar a pandemia.
O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,73% em Tóquio, a 22.884,22 pontos, enquanto o chinês Xangai Composto avançou 0,20%, a 3.320,89 pontos, impulsionado por ações do setor farmacêutico, e o Hang Seng se valorizou 2,31% em Hong Kong, a 25.635,66 pontos.
O apetite por risco foi em parte alimentado por sinais favoráveis de testes para desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19. Ontem, a Pfizer e a BioNTech anunciaram resultados positivos de estudos conduzidos na Alemanha. Já a Universidade de Oxford e a farmacêutica anglo-sueca AstroZeneca revelaram que os mais de mil participantes da etapa inicial de suas pesquisas desenvolveram anticorpos neutralizantes. Uma vacina da chinesa CanSino Biologics, por sua vez, induziu resposta imune na maioria dos cerca de 500 voluntários testados.
Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi teve alta de 1,39% em Seul nesta terça, a 2.228,83 pontos, o Shenzhen Composto - índice chinês de menor abrangência - registrou ganho de 0,72%, a 2.232,70 pontos, e o Taiex subiu 1,83% em Taiwan, a 12.397,55 pontos.
Contribuiu para o bom humor na Ásia o fechamento de um acordo por líderes da União Europeia (UE) para a criação de um fundo de resgate de 750 bilhões de euros destinado aos países e setores do bloco mais prejudicados pela crise do coronavírus. O pacto veio após uma maratona de negociações que se arrastaram em Bruxelas desde a última sexta-feira (17).
Na Oceania, a bolsa australiana teve hoje seu melhor dia em cinco semanas, impulsionada pelo setor de tecnologia, que ontem também foi destaque em Nova York. O S&P/ASX 200 avançou 2,58% em Sydney, a 6.156,30 pontos.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO