Porto Alegre, segunda-feira, 05 de outubro de 2020.
Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa. Feriado nos estados do Amapá, Roraima e Tocantins.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 05 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Investimentos

- Publicada em 21h08min, 14/07/2020. Atualizada em 16h40min, 05/10/2020.

Obras do Embarcadero dependem de retomada da construção civil

Projeto de lazer e serviços terá um investimento total de R$ 6 milhões

Projeto de lazer e serviços terá um investimento total de R$ 6 milhões


/LUIZA PRADO/JC
Apesar de estar com as obras paralisadas desde o início da pandemia, o Cais Embarcadero vai ficar pronto em outubro. A previsão é do empresário Eugênio Corrêa, da DC Set Produções, responsável pelo empreendimento, ressaltando que o cronograma depende da retomada da construção civil. Corrêa afirmou que as obras estão paralisadas e aguardando novas definições para ir "tocando o que é possível".
Apesar de estar com as obras paralisadas desde o início da pandemia, o Cais Embarcadero vai ficar pronto em outubro. A previsão é do empresário Eugênio Corrêa, da DC Set Produções, responsável pelo empreendimento, ressaltando que o cronograma depende da retomada da construção civil. Corrêa afirmou que as obras estão paralisadas e aguardando novas definições para ir "tocando o que é possível".
"A data precisa para a conclusão está muito aberta, mas estamos trabalhando para entregar na primeira quinzena de outubro", afirma Corrêa. "Acreditamos que a gente vai atrasar no cronograma exatamente proporcional ao que tínhamos paralisado". A inauguração para o público, entretanto, não tem data prevista.
De acordo com o advogado Rafael Maffini, que trata das questões jurídicas, há a perspectiva de minimização das restrições na área da construção civil por parte da administração municipal, enquanto se elabora um estudo jurídico sobre a retomada. Caso não haja mudanças nos próximos dias por parte da prefeitura, a empresa vai formular uma consulta ao município sobre a viabilidade das obras.
O principal elemento necessário para a assinatura do contrato definitivo entre o Piratini e a empresa é a retirada da poligonal do porto da área. Assim, o cais passa a ser gerido apenas pelo governo do Estado, desvinculando a área da Secretaria Nacional de Portos.
O pré-contrato entre o Governo do Estado e a empresa Embarcadero foi assinado em 25 de junho, e prevê a exploração do trecho da orla ao lado do Gasômetro por inicialmente quatro anos a partir dos inícios da operação. Há possibilidade de ampliação conforme o prazo de retorno financeiro dos investimentos feitos pela empresa. Se estima que esse investimento seja em torno de R$ 400 mil anuais.
Conforme a empresa, o projeto prevê R$ 6 milhões em investimento - dos quais, 75% já foram executados, incluindo instalações, equipamentos e reformas. Do total, R$ 3,2 milhões correspondem a melhorias em infraestrutura elétrica, hidrossanitária, de gás, segurança e iluminação entre outras.
O Cais Embarcadero é um projeto de lazer e serviços que vai ocupar a antiga área e armazéns do Cais Mauá, elaborado com referências vindas de outras cidades que revitalizaram suas áreas portuárias, como Barcelona e Lisboa. Entre as atrações do local estão bares, restaurantes, lojas, espaço para prática de esportes e um palco para shows.
Carlos Villela
Comentários CORRIGIR TEXTO