Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócios

- Publicada em 03h00min, 02/07/2020.

Angus se posiciona contrária à nova data da Expointer

A Associação Brasileira de Angus é mais uma entidade a se manifestar sobre a realização da Expointer 2020. Após ouvir seus associados, a entidade comunicou, nesta quarta-feira, sua posição contrária à realização da feira na nova data proposta pelo governo do Estado - de 26 de setembro a 4 de outubro.
A Associação Brasileira de Angus é mais uma entidade a se manifestar sobre a realização da Expointer 2020. Após ouvir seus associados, a entidade comunicou, nesta quarta-feira, sua posição contrária à realização da feira na nova data proposta pelo governo do Estado - de 26 de setembro a 4 de outubro.
No entanto, alguns criadores associados manifestaram o interesse em levar seus animais ao Parque Assis Brasil, decisão que será apoiada pela entidade caso a Expointer seja liberada para acontecer pelos órgãos oficiais de saúde. Em nota, o presidente da associação, Nivaldo Dzyekanski, afirmou que, nesse caso, será dado todo o suporte necessário aos criadores para a o bom andamento do evento.
Além da Angus, outras entidades já se posicionaram em relação ao evento na data prevista pelo governo gaúcho. O presidente da Farsul, Gedeão Pereira, disse, em junho, que a realização da Expointer no fim de setembro é motivo de preocupação, ainda mais porque não houve troca de ideias do governo com as entidades copromotoras. "Não fomos consultados para ajudar nesta decisão, e achamos muito temerária a ocorrência da Expointer em um ano de Covid-19, em que ainda não sabemos o futuro", salientou. "Estamos falando de uma possível aglomeração de pessoas, e, mesmo com todos os cuidados possíveis, me parece muito temerário", alerta o presidente da Farsul.
Os fabricantes de máquinas também estão céticos. Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (Simers), Cláudio Bier, como o plantio das lavouras de verão começa em outubro, as vendas na Expointer seriam prejudicadas com a nova data, uma vez que os produtores já teriam pesquisado e realizado aquisições de maquinário para a nova safra.
"O agricultor não vai esperar pela feira para comprar máquinas. Se deixarmos para realizar vendas na Expointer, vamos perder um mês de receita", alerta Bier. O presidente do Simers afirmou que o sindicato também não foi consultado pelo governo gaúcho para a definição desta data.
Comentários CORRIGIR TEXTO