Porto Alegre, segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Dia da Telefonista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 29/06 às 08h09min

Bolsas da Ásia e Pacífico fecham em baixa com disseminação do coronavírus

Nikkei liderou as perdas na região asiática, com queda de 2,30% em Tóquio

Nikkei liderou as perdas na região asiática, com queda de 2,30% em Tóquio


Behrouz MEHRI/AFP/JC
As bolsas da Ásia e Pacífico fecharam em baixa nesta segunda-feira, à medida que a disseminação do coronavírus freou o recente otimismo com a recuperação da economia global.
As bolsas da Ásia e Pacífico fecharam em baixa nesta segunda-feira, à medida que a disseminação do coronavírus freou o recente otimismo com a recuperação da economia global.
O índice acionário japonês Nikkei liderou as perdas na região asiática hoje, com queda de 2,30% em Tóquio, a 21.995,04 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi caiu 1,93% em Seul, a 2.093,48 pontos, e o Hang Seng recuou 1,01% em Hong Kong, a 24.301,28 pontos.
O coronavírus atingiu dois marcos globais ontem, com mais de 10 milhões de pessoas infectadas e mais de 500 mil mortos. Além disso, o mundo registrou número recorde de novos casos de Covid-19 em 24 horas, assim como os EUA, onde a doença se alastra de forma mais agressiva.
Na China continental, cujos mercados voltaram a operar hoje após dois dias de feriados, as perdas foram mais moderadas: o Xangai Composto se desvalorizou 0,61%, a 2.961,52 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,44%, a 1.939,12 pontos. Também na volta de feriados, o Taiex caiu 1,01% em Taiwan, a 11.542,62 pontos.
O mau humor generalizado deixou em segundo plano um novo indício de que a economia chinesa continua se recuperando do choque do coronavírus. Em maio, o lucro de grandes empresas industriais da China cresceu 6% na comparação anual, assegurando o primeiro ganho em 2020 e revertendo queda de 4,3% do mês anterior, segundo dados publicados no fim de semana.
Na Oceania, a bolsa australiana terminou o pregão no menor nível em duas semanas, reagindo também a um aumento doméstico de infecções por coronavírus. O S&P/ASX 200 recuou 1,51% em Sydney, a 5.815,00 pontos.
Comentários