Porto Alegre, sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Dia do Trânsito.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Emprego

- Publicada em 11h22min, 29/05/2020. Atualizada em 11h39min, 29/05/2020.

Agências FGTAS/Sine dispõem de mais de 800 vagas de trabalho no RS

Do total das vagas oferecidas, 64,7% não requerem experiência e 32,2% não exigem escolaridade

Do total das vagas oferecidas, 64,7% não requerem experiência e 32,2% não exigem escolaridade


MARCELO G. RIBEIRO/arquivo/JC
As agências FGTAS/Sine oferecem 851 vagas de trabalho no Rio Grande do Sul. Desse total, 64,7% não exigem experiência e 32,2% não exigem escolaridade. Para se candidatar às vagas de emprego, basta acessar o aplicativo Sine Fácil (disponível na Play Store e Apple Store) ou entrar em contato com a agência mais próxima. 
As agências FGTAS/Sine oferecem 851 vagas de trabalho no Rio Grande do Sul. Desse total, 64,7% não exigem experiência e 32,2% não exigem escolaridade. Para se candidatar às vagas de emprego, basta acessar o aplicativo Sine Fácil (disponível na Play Store e Apple Store) ou entrar em contato com a agência mais próxima. 
As funções com os maiores números de vagas abertas são alimentador de linha de produção (215), faxineiro (42), vendedor pracista (40), vigilante (27) e servente de obras (21). Do total de vagas oferecidas, 28,2% exigem Ensino Médio completo e 23%, Ensino Fundamental completo. Com relação ao setor econômico, 38,4% das ocupações pertencem à indústria; 29,5%, ao setor de serviços; 19,5%, ao comércio e 12,4%, à construção.
As agências FGTAS/Sine com os maiores números de vagas abertas são Santo Ângelo (101), Caxias do Sul (50), Tapejara (47), Santa Rosa (43), Passo Fundo (34) e Marau (34). Em relação à remuneração, o salário de 44,7% das vagas varia de 1,5 a 2 salários mínimos; 13,8%, de 1 a 1,5 salários mínimos; e 12,2%, de 2 a 3 salários mínimos.
Ao todo, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Rio Grande do Sul registrou 35.280 admissões e 109.966 desligamentos em abril de 2020. O Estado contabilizou 35.607 pedidos do benefício do seguro-desemprego na primeira quinzena de maio, sendo 13.862 recebidos pelas agências FGTAS/Sine e 21.745, pela internet. O trabalhador pode realizar o encaminhamento do benefício após sete dias da dispensa, por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital.
Atendimento presencial
Atualmente, 126 agências FGTAS/Sine dispõem de atendimento presencial no Rio Grande do Sul. O funcionamento de todas as agências coordenadas pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) é de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. É permitida a entrada e permanência de público equivalente ao número de atendentes da FGTAS disponível nas unidades. É obrigatório, ainda, o uso de máscara e distância de, no mínimo, dois metros entre os trabalhadores que aguardam atendimento nas filas que se formarem eventualmente.
Em Porto Alegre, o atendimento presencial é oferecido, exclusivamente, nas agências FGTAS/Sine Centro (Rua José Montaury, 31) e Zona Norte (Av. Baltazar de Oliveira Garcia, 2.132). No interior do estado e na Região Metropolitana, permanecem em regime de trabalho remoto as agências de Gravataí e de Lajeado. Os atendimentos por meio dos canais virtuais nessas localidades seguem normalmente.
Comentários CORRIGIR TEXTO