Porto Alegre, sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Dia do Trânsito.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Indústria

- Publicada em 21h49min, 12/05/2020.

Setor metalmecânico do Estado tem queda de faturamento superior a 50%

Uma das queixas comuns é a dificuldade de acesso ao crédito

Uma das queixas comuns é a dificuldade de acesso ao crédito


/JIM YOUNG/AFP/JC
Empresas do setor metalmecânico e eletroeletrônico do Rio Grande do Sjul registraram uma queda de faturamento e de pedidos de 50% a 55%, em média, até o início de maio em decorrência da redução de atividades em decorrência da pandemia do coronavírus. A conclusão é da consulta realizada pelo Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico do Rio Grande do Sul (Sinmetal) que congrega mais de 5 mil estabelecimentos industriais que geram 100 mil empregos diretos.
Empresas do setor metalmecânico e eletroeletrônico do Rio Grande do Sjul registraram uma queda de faturamento e de pedidos de 50% a 55%, em média, até o início de maio em decorrência da redução de atividades em decorrência da pandemia do coronavírus. A conclusão é da consulta realizada pelo Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico do Rio Grande do Sul (Sinmetal) que congrega mais de 5 mil estabelecimentos industriais que geram 100 mil empregos diretos.
Segundo o diretor executivo da entidade, José Bernardo Scapini, os segmentos menos afetados até agora incluem os fornecedores de peças e insumos para o agronegócio e maquinário agrícola e de peças para a indústria alimentícia. Já os mais prejudicados são os fornecedores para a cadeia automotiva.
O levantamento aponta o consenso geral entre os empresários sobre a falta de previsão e perspectivas para a demanda do mercado a partir de junho e julho, incluindo o comércio exterior. Também é generalizada a queixa sobre a obtenção de financiamentos e linhas de crédito, pois embora o governo esteja anunciando e disponibilizando recursos, estes não estão chegando na ponta ou a sua tomada não está sendo facilitada pelos bancos. As empresas consultadas informaram que adotaram todas as medidas de prevenção, proteção e segurança exigidas quanto aos EPIs (máscaras, luvas), álcool em gel, desinfecção e limpeza do ambiente de trabalho e instalação, distanciamento no processo, adição de mais turnos de trabalho e a ampliação do transporte para aumentar o distanciamento.
Os grupos de risco foram afastados, estão em casa e vêm sendo monitorados. Igualmente, a grande maioria das empresas está utilizando o home office para os trabalhadores das áreas administrativa e de vendas. Também atendendo as determinações oficiais, as empresas suspenderam suas operações em 23 de março e retornaram em 6, 12 e 20 de abril, de acordo com as regras de reabertura por municípios ou região.
As indústrias utilizaram o recurso de concessão ou antecipação de férias, como também o lay off, sobretudo a partir de maio.
Comentários CORRIGIR TEXTO