Porto Alegre, terça-feira, 21 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 21 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

gastronomia

- Publicada em 19h47min, 14/03/2020. Atualizada em 19h57min, 14/03/2020.

Porto Alegre celebra Saint Patrick's Day

Apesar da preocupação com o coronavírus, padroeiro da Irlanda teve suas celebrações na Capital

Apesar da preocupação com o coronavírus, padroeiro da Irlanda teve suas celebrações na Capital


NÍCOLAS CHIDEM/JC
Jefferson Klein
Qual seria o maior milagre de Saint Patrick, ter expulsado as serpentes da Irlanda ou ter seu dia cada vez mais festejado no Brasil? Bom, apesar de não ter comprovações de que o santo tenha sido o responsável por não haver cobras no país europeu, não se pode negar que a sua festa está cada vez mais popular entre os brasileiros e os gaúchos não são exceção. Apesar da preocupação com o coronavírus, que fez com que vários eventos fossem cancelados em Porto Alegre neste final de semana, o padroeiro da Irlanda teve suas celebrações na cidade.
Qual seria o maior milagre de Saint Patrick, ter expulsado as serpentes da Irlanda ou ter seu dia cada vez mais festejado no Brasil? Bom, apesar de não ter comprovações de que o santo tenha sido o responsável por não haver cobras no país europeu, não se pode negar que a sua festa está cada vez mais popular entre os brasileiros e os gaúchos não são exceção. Apesar da preocupação com o coronavírus, que fez com que vários eventos fossem cancelados em Porto Alegre neste final de semana, o padroeiro da Irlanda teve suas celebrações na cidade.
Claro que para atrair os seus “fiéis”, São Patrício, como o santo é chamado na língua portuguesa, conta com uma fundamental aliada: a cerveja. Os mais diversos tipos dessa bebida, que está tradicionalmente vinculada às comemorações, assim como as vestimentas de cor verde, são servidos durante à festividade. E mesmo com o Saint Patrick’s Day sendo oficialmente em 17 de março, neste final de semana as homenagens ao padroeiro da Irlanda começaram em alguns pontos da capital gaúcha.
Até às 17h dessa sexta-feira (13), a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) registrava 11 eventos licenciados que previam a atração de aproximadamente 4,7 mil pessoas. Outros 15 pedidos tinham sido indeferidos e mais 9 estavam em tramitação aguardando liberação, o que poderia agregar mais 6 mil pessoas aos encontros. A assessoria de imprensa da SMDE detalha que, ao mesmo tempo que autorizou atividades no final de semana em Porto Alegre, a prefeitura emitiu uma recomendação para que os organizadores cancelassem acontecimentos com mais de 100 pessoas.
O Saint Patrick's Day que seria comemorado no Shopping Total, por exemplo, foi adiado para abril. Já o evento programado para a rua Coronel Genuíno, que foi fechada nesse sábado (14) à tarde para o trânsito de automóveis a partir das 15h, foi realizado.
A sócia da Buena Pizza Juliana da Silva Rodrigues destaca que foram reunidos cinco empreendedores dos setores de alimentação e cervejeiro da região das ruas Coronel Genuíno e Fernando Machado para celebrar a data. A também sócia da Buena Pizza Gabriela Fiori acrescenta que a expectativa era de que, como muitas atividades foram canceladas na Capital nesse final de semana, o Saint Patrick’s Day na rua Coronel Genuíno pudesse atrair mais gente. Quanto à situação do coronavírus, Gabriela afirma que, no momento, não estava muito apreensiva, pois o número de casos no Rio Grande do Sul ainda era pequeno, além do clima quente não ser propício para a transmissão do vírus.
Também participante do encontro, o sócio do Brechó do Futebol André Zimmermann lembra que quando o bar foi aberto, em 2010, o Saint Patrick’s Day não era uma data trabalhada promocionalmente por eles. No entanto, a partir de 2015 começou a se perceber o interesse do público pela ideia e se tornou um evento cada vez mais procurado. Sobre o coronavírus, Zimmermann espera que a questão, por enquanto, não atrapalhe tanto o movimento, porém ele salienta que não se sabe o que vai acontecer nas próximas semanas. “A vida tem que seguir, fazer a economia girar, as contas estão aí, tem boleto para pagar”, frisa.
A advogada Katiuscia Machado foi com o filho e a mãe conferir a festa na rua Coronel Genuíno. Ela enfatiza que Saint Patrick’s Day serve para confraternizar e beber em família, sendo um dia envolto em misticidade e todo ano acompanha o evento. A advogada admite que dessa vez o tema do coronavírus é algo que preocupa, mas é possível tentar aproveitar as opções de lazer, seguindo as orientações de preservação da saúde. “A gente pode se divertir, mas com toda cautela e precaução que tem que ter”, argumenta. A professora aposentada Maria de Lourdes Machado, como a filha, também considera o dia de São Patrício uma bela festa. “Eu gosto dessa muvuca”, brinca.
Já o estudante Pablo Machado, que ainda não tem idade para consumir bebidas alcoólicas, aprecia a comemoração justamente pelo caráter histórico do Saint Patrick’s Day e como o tema vem se inserindo mais intensamente no Brasil.
Comentários CORRIGIR TEXTO