Porto Alegre, quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 22 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Balanços

- Publicada em 03h02min, 18/02/2020. Atualizada em 03h00min, 18/02/2020.

Lucro do Magazine Luiza cresce 54,3% e fecha 2019 em R$ 921,8 mi

Empresa destaca o quarto trimestre de 2019 como o de maior crescimento de vendas da história, um total de 51%

Empresa destaca o quarto trimestre de 2019 como o de maior crescimento de vendas da história, um total de 51%


JUNIOR LAGO/UOL/FOLHAPRESS/JC
O Magazine Luiza reportou, nesta segunda-feira (17) lucro líquido 11,4% menor no quarto trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a R$ 168 milhões. No ano de 2019, o lucro líquido cresceu 54,3%, para R$ 921,8 milhões.
O Magazine Luiza reportou, nesta segunda-feira (17) lucro líquido 11,4% menor no quarto trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a R$ 168 milhões. No ano de 2019, o lucro líquido cresceu 54,3%, para R$ 921,8 milhões.
Considerando o IFRS 16 e resultados não recorrentes, o lucro líquido ajustado da companhia atingiu R$ 185,3 milhões no quarto trimestre, queda de 0,5% ante igual período do ano anterior. Em 2019, por esse critério, o lucro líquido totalizou R$ 552,1 milhões, indicando uma retração de 6,4%.
O Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) chegou a R$ 394,5 milhões, crescimento de 13,3% na comparação com o quarto trimestre de 2018. No ano, o Ebtida cresceu 5,7%, para R$ 1,303 bilhões. Segundo a empresa, contribuíram para o resultado o elevado crescimento das vendas e o resultado positivo do e-commerce.
Já a receita líquida da empresa subiu 38,5% no comparativo entre mesmos trimestres, para R$ 6,38 bilhões, e 27,6% em 2019, para R$ 15,5 bilhões.
No quarto trimestre de 2019, a despesa financeira líquida ajustada totalizou R$108,7 milhões, equivalente a 1,7% da receita líquida. Em relação à receita líquida, a despesa financeira melhorou 0,3 p.p. devido, principalmente, à forte geração de caixa, à redução da taxa de juros no período e ao aumento de capital concluído em nov/19.
A diretoria destaca o quarto trimestre de 2019 como o de maior crescimento de vendas da história, um total de 51%. "No ano, 159 novas lojas físicas foram inauguradas, as vendas aumentaram dois dígitos no critério de mesmas lojas no quarto trimestre do ano."
 
Comentários CORRIGIR TEXTO