Porto Alegre, terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Agronegócios

11/02/2020 - 11h13min. Alterada em 11/02 às 11h21min

Safra de 2020 será de 246,7 milhões de toneladas, 2,2% maior ante 2019, diz IBGE

Produtores brasileiros devem colher 64,3 milhões de hectares na safra agrícola de 2020

Produtores brasileiros devem colher 64,3 milhões de hectares na safra agrícola de 2020


MARCO QUINTANA/JC
A safra agrícola de 2020 deve totalizar um recorde de 246,7 milhões de toneladas, 5,3 milhões de toneladas a mais que o desempenho do ano anterior, um crescimento de 2,2%. Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de janeiro, divulgado nesta terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A safra agrícola de 2020 deve totalizar um recorde de 246,7 milhões de toneladas, 5,3 milhões de toneladas a mais que o desempenho do ano anterior, um crescimento de 2,2%. Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de janeiro, divulgado nesta terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Em relação ao terceiro Prognóstico da Safra Agrícola, divulgado em dezembro, houve avanço de 1,5% na estimativa para a safra deste ano, o equivalente a 3,5 milhões de toneladas a mais.
Os produtores brasileiros devem colher 64,3 milhões de hectares na safra agrícola de 2020, uma elevação de 1,7% em relação à área colhida em 2019, o equivalente a mais 1,1 milhão de hectares, segundo o IBGE.
Em relação ao terceiro Prognóstico para a Produção Agrícola, divulgado em dezembro, a área a ser colhida aumentou 0,3%, com 193,5 mil hectares a mais.