Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Energia

- Publicada em 03h00min, 06/02/2020.

Potência de fonte eólica cresce 221,7% nas Américas

A potência de energia eólica instalada nas Américas cresceu 221,7% nos últimos 10 anos, de 46 gigawatts (GW) para 148 GW, informou o Global Wind Report 2019, publicado, nesta semana, pela Global Wind Energy Council (GWEC), principal referência do setor. Em 2019, foram instalados 13,427 GW na região, crescimento de 12% em relação ao ano passado.
A potência de energia eólica instalada nas Américas cresceu 221,7% nos últimos 10 anos, de 46 gigawatts (GW) para 148 GW, informou o Global Wind Report 2019, publicado, nesta semana, pela Global Wind Energy Council (GWEC), principal referência do setor. Em 2019, foram instalados 13,427 GW na região, crescimento de 12% em relação ao ano passado.
O Brasil ficou em quarto lugar entre os países que mais instalaram parques eólicos nas Américas do Norte, Central, do Sul e Caribe. O País aumentou a geração eólica em 745 megawatts (MW), atrás da Argentina, com 931 MW; do México, com 1,284 GW; e dos Estados Unidos, com mais 9,143 GW instalados.
A expectativa do GWEC é que a capacidade da região aumente para 220 GW entre 2020 e 2024, com a instalação de mais 72 GW no período. De acordo com o relatório, o mercado de energia eólica offshore vem progredindo nos Estados Unidos, depois de conquistar a Europa, e a previsão é que o país construa parques em grande escala entre 2022-2023, atingindo 10 GW até 2026.
"O Brasil também está procurando explorar o mercado offshore e tem potencial para implantar no máximo 700 GW de energia eólica offshore, de acordo com um roadmap divulgado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE)", informou. O relatório completo sobre a energia eólica no mundo será divulgado em março, disse o GWEC sobre a sua principal publicação.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO