Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

telecomunicações

- Publicada em 15h07min, 24/01/2020. Atualizada em 15h09min, 24/01/2020.

Oi confirma venda de participação na Unitel para a Sonangol por US$ 1 bilhão

A operação está prevista no plano de recuperação judicial da Oi

A operação está prevista no plano de recuperação judicial da Oi


OI/DIVULGAÇÃO/JC
A Oi confirmou nesta sexta-feira (24), por meio de fato relevante, a venda da sua participação na operadora angolona Unitel por US$ 1 bilhão para a Sonangol, estatal petroleira de Angola.
A Oi confirmou nesta sexta-feira (24), por meio de fato relevante, a venda da sua participação na operadora angolona Unitel por US$ 1 bilhão para a Sonangol, estatal petroleira de Angola.
O valor da venda inclui a fatia de 25% da Oi na Unitel, bem como os dividendos que a companhia brasileira tem direito de receber, segundo decisão arbitral, mas que estavam retidos até então.
O montante de US$ 760 milhões já foi pago à Oi, dos quais US$ 699,1 foram transferidos hoje e US$ 60,9 milhões já haviam sido creditados.
Os US$ 240 milhões restantes estão integralmente garantidos por carta de fiança emitida por um banco de primeira linha, conforme o fato relevante, e serão pagos pela Sonangol até 31 de julho de 2020, sendo assegurado à Oi um fluxo mínimo mensal de US$ 40 milhões a partir de fevereiro.
A operação está prevista no plano de recuperação judicial da Oi, bem como no plano estratégico divulgado pela companhia em julho de 2019.
Segundo o comunicado oficial, o ingresso de novos recursos e a redução de gastos em virtude da desvinculação com os litígios em curso proporcionarão o incremento de liquidez financeira e a melhoria no fluxo de caixa da Oi.
Além disso, a transação também contribuirá para a Oi concentrar seus esforços nas operações e negócios conduzidos no Brasil, no cumprimento do seu Plano de Recuperação Judicial e na maior efetividade e rapidez do seu processo de soerguimento.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO