Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Edição impressa de 15/01/2020. Alterada em 15/01 às 03h00min

Fetag-RS reconduz Carlos Joel da Silva à presidência

Dirigente recebeu o apoio 
de 95% dos votantes

Dirigente recebeu o apoio de 95% dos votantes


/MARCELO G. RIBEIRO/arquivo/JC
Eduardo Lesina
A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag-RS) reelegeu, nesta terça-feira, o presidente Carlos Joel da Silva para mais quatro anos de mandato. Com apenas uma chapa inscrita, os mais de 600 delegados aptos a votar decidiram pela reeleição com 95% de aprovação. "Nestes próximos quatro anos, o nosso foco será no trabalho de sensibilização do nosso setor para a criação de um projeto de desenvolvimento para a agricultura e a pecuária do Rio Grande do Sul", afirma o presidente.
A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag-RS) reelegeu, nesta terça-feira, o presidente Carlos Joel da Silva para mais quatro anos de mandato. Com apenas uma chapa inscrita, os mais de 600 delegados aptos a votar decidiram pela reeleição com 95% de aprovação. "Nestes próximos quatro anos, o nosso foco será no trabalho de sensibilização do nosso setor para a criação de um projeto de desenvolvimento para a agricultura e a pecuária do Rio Grande do Sul", afirma o presidente.
Na avaliação de Joel, os últimos quatro anos serviram para uma aproximação da federação com os sindicatos dos trabalhadores rurais no Estado, bem como uma abertura da Fetag-RS na busca por parceria com outras entidades. Para o próximo mandato, o dirigente afirma que o foco é no desenvolvimento de um projeto duradouro sobre a agricultura e pecuária, e que seja mais rentável ao produtor. "Queremos melhorar a renda do agricultor para que ele tenha futuro na agricultura e para que os campo seja atrativo para o jovens permanecerem", explica.
Além disso, Joel afirma que a federação atuará em parceria com o governo e outras entidades para que as questões de estiagem sejam planejadas de forma contínua. "Sabemos que, de tempos em tempos, teremos uma estiagem ou uma enchente, então temos que nos planejar para elas. Não só agora, mas no ano inteiro."
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia