Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de dezembro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Finanças

Edição impressa de 19/12/2019. Alterada em 19/12 às 12h13min

Juros futuros fecham em queda

Os juros futuros persistiram em queda durante a tarde de ontem, mesmo com o dólar ganhando força e zerando as perdas ante o real na segunda etapa dos negócios. Como a leitura da ata do Copom animou analistas, o mercado aproveitou ontem o alívio para recompor algumas posições vendidas. O mercado tampouco se abalou com os números de inflação desfavoráveis divulgados no começo do dia, principalmente a guinada do IGP-M na segunda prévia de dezembro.
Os juros futuros persistiram em queda durante a tarde de ontem, mesmo com o dólar ganhando força e zerando as perdas ante o real na segunda etapa dos negócios. Como a leitura da ata do Copom animou analistas, o mercado aproveitou ontem o alívio para recompor algumas posições vendidas. O mercado tampouco se abalou com os números de inflação desfavoráveis divulgados no começo do dia, principalmente a guinada do IGP-M na segunda prévia de dezembro.
Na expectativa pela agenda dos próximos dias, além do RTI hoje, na sexta-feira será conhecido o IPCA-15 de dezembro. O volume de contratos foi menor do que tem sido a média padrão. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 fechou a regular em 4,600% e a estendida, em 4,635%.
Segundo profissionais de renda fixa, o retrocesso do dólar para mais perto dos R$ 4,00 nos últimos dias traz alívio para preocupações em relação aos preços administrados, que têm sido o canal mais sensível de repasse da pressão do câmbio.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia