Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de novembro de 2019.
Dia Mundial da Televisão. Dia da Homeopatia e Dia do Homeopata.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

agronegócios

Edição impressa de 22/11/2019. Alterada em 22/11 às 03h00min

Emater apresenta balanço da safra de inverno

A Emater/RS-Ascar divulgou nesta quinta-feira a segunda estimativa para a safra de grãos de inverno no Rio Grande do Sul. O levantamento contemplou uma amostra que cobriu 88,28% da área cultivada com canola, 96,01% com cevada, 86,86% com aveia branca grão e 94,60% para área com trigo.
A Emater/RS-Ascar divulgou nesta quinta-feira a segunda estimativa para a safra de grãos de inverno no Rio Grande do Sul. O levantamento contemplou uma amostra que cobriu 88,28% da área cultivada com canola, 96,01% com cevada, 86,86% com aveia branca grão e 94,60% para área com trigo.
"Avaliamos como uma safra expressiva. Apesar de algumas perdas pontuais por conta do clima, os agricultores gaúchos colheram uma das maiores safras de inverno da história", celebra o diretor técnico da Emater/RS, Alencar Paulo Rugeri, ao destacar que o trabalho é prestado junto a mais de 77 mil produtores, atendendo a uma área aproximada de 82 mil hectares de cereais de inverno e canola em todas as regiões do Estado.
Na cultura do trigo, que se encaminha para o final do ciclo, 91% das áreas foram colhidas, restando apenas 9% em maturação. A atualização da estimativa de área plantada indica 757.320 hectares nesta safra no Estado. Na região de Santa Rosa, por exemplo, que representa 25% da área de trigo do Estado, a colheita foi concluída, com a maioria das lavouras apresentando boa produtividade (2.962 quilos por hectare) e qualidade do grão com PH superior a 78. A colheita da canola foi concluída no Rio Grande do Sul, com produtividade média de 1.675 quilos por hectare. Já a cevada no RS se aproxima do encerramento de ciclo. Neste período as lavouras se encontram 90% colhidas e 10% na fase de maturação. As lavouras colhidas obtiveram rendimento de 2.400 quilos por hectare.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia