Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria

Edição impressa de 13/11/2019. Alterada em 13/11 às 03h00min

Empresa do Grupo Randon adquire metalúrgica Ferrari

Indústria tem capacidade de produção de 1,4 milhão de toneladas/ano

Indústria tem capacidade de produção de 1,4 milhão de toneladas/ano


/JOÃO CARLOS LAZAROTTO/DIVULGAÇÃO/JC
Roberto Hunoff, de Caxias do Sul
A Master Sistemas Automotivos, controlada das Empresas Randon, anunciou, nesta terça-feira, a aquisição da Ferrari Indústria Metalúrgica, de Flores da Cunha. O negócio foi formalizado a partir da assinatura de um contrato que objetiva a compra integral das ações da empresa. Cumpridas as condições precedentes, a conclusão da operação deve acontecer no primeiro trimestre de 2020. O valor investido é de R$ 14 milhões.
A Master Sistemas Automotivos, controlada das Empresas Randon, anunciou, nesta terça-feira, a aquisição da Ferrari Indústria Metalúrgica, de Flores da Cunha. O negócio foi formalizado a partir da assinatura de um contrato que objetiva a compra integral das ações da empresa. Cumpridas as condições precedentes, a conclusão da operação deve acontecer no primeiro trimestre de 2020. O valor investido é de R$ 14 milhões.
De acordo com o COO da divisão Autopeças das Empresas Randon, Sergio Carvalho, ao incorporar a empresa, a Master agregará, no curto prazo, maior competitividade em seus mercados, adicionando ao seu portfólio itens fundidos em alumínio sob pressão, parte para suprir seu consumo cativo e outra para suportar o crescimento destinado às exportações e às necessidades atuais dos clientes de ambas organizações. "Estamos promovendo a integração da cadeia produtiva e avançando na sustentação da estratégia de crescimento da Master, potencializando também uma atuação no mercado externo", reforça.
No longo prazo, segundo Carvalho, a Master se prepara para estar alinhada com as tendências do setor automotivo, que é da gradual substituição do aço por ligas mais leves, visando aumentar a eficiência energética. "Independentemente da fonte do combustível, seja diesel, elétrico ou outros alternativos, o veículo terá de ser mais leve", assinalou.
Carvalho projeta que, nos primeiros 18 meses, a estrutura atual atenderá às demandas. Passado esse período, é provável que se iniciem estudos para ampliação. "A empresa tem alto nível de automatização, com vários robôs, o que permite obter capacidades adicionais", reforçou.
Fundada em 19 de janeiro de 1987, em Caxias do Sul, a Ferrari Indústria Metalúrgica iniciou atividades realizando fundição por gravidade. Em 1997, a empresa inaugurou nova linha de injeção, especializando-se na fundição sob pressão de alumínio. Em 2009, foi inaugurada a nova sede em Flores da Cunha, onde mantém o parque fabril. A empresa tem 35 funcionários, capacidade instalada para 1,4 milhão de toneladas/ano de produção e atende a uma gama qualificada de clientes dos segmentos de veículos leves e pesados, máquinas agrícolas, industrial, moveleiro e utilidades domésticas, além de projetos especiais. A empresa ainda produz fundidos de zamak sob pressão e conta com matrizaria e centro de usinagem.
Fabricante de freios para caminhões, ônibus, reboques e semirreboques, a Master foi criada em 24 de abril de 1986 a partir de joint venture entre a Randon S.A. Implementos e Participações e a Meritor, dos Estados Unidos. Com forte presença no segmento de reposição, exporta para países da América Latina, além de Estados Unidos e Canadá.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia