Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de novembro de 2019.
Dia Mundial do Urbanismo.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Qualidade

Edição impressa de 08/11/2019. Alterada em 07/11 às 21h47min

Novo hub de inovação é apresentado ao público

Congresso do PGQP foi palco para o lançamento do Transforma RS

Congresso do PGQP foi palco para o lançamento do Transforma RS


/MARCO QUINTANA/JC
Thiago Copetti
O 20º Congresso Internacional da Gestão e 24º Prêmio Qualidade RS foi o primeiro palco para apresentação pública do Transforma RS, nova ONG formada por Polo RS, Agenda 2020 e Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP). Com escritório dentro da ADVB, o Transforma RS tem como CEO Ronald Krummenauer e deve atuar com diagnósticos, análises e projetos que ajudem tanto o setor público quanto o privado.
O 20º Congresso Internacional da Gestão e 24º Prêmio Qualidade RS foi o primeiro palco para apresentação pública do Transforma RS, nova ONG formada por Polo RS, Agenda 2020 e Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP). Com escritório dentro da ADVB, o Transforma RS tem como CEO Ronald Krummenauer e deve atuar com diagnósticos, análises e projetos que ajudem tanto o setor público quanto o privado.
O novo hub (espaço formado por diferentes "atores", voltado à geração de negócios e estímulo à inovação) acompanhará com atenção as eleições municipais de 2020 para apoiar futuros gestores gaúchos no desenvolvimento de suas comunidades, explica Krummenauer. A ideia, diz o executivo, é trabalhar já no próximo ano com municípios de até 15 mil habitantes e avaliar que estruturas devem ter e que vocações mais se adequam àquela cidade.
"Quando esses novos gestores assumirem seus cargos já terão um bom norte de ações para 2021", afirma o CEO do Transforma RS.
Ao apoiar o poder público - estadual e municipais - na tomada das melhores decisões, a ideia é ajudar a atrair investimentos e melhorar a competitividade, inclusive com estudos para destinos de ativos que eventualmente não se tenha mais interesse ou capacidade de dar continuidade. Em âmbito estadual, Krummenauer cita, como exemplo de ativo público que precisará, em breve, de uma solução, o Parque do Caracol, em Canela.
"O parque é estadual, mas administrado pela prefeitura de Canela, e tem concessão encerrando em 2020. Ou seja, poderá voltar ao Estado, que precisa planejar um novo destino a ele", analisa o executivo.
Daniel Randon, presidente do conselho superior do PGQP, destaca que o trabalho do Transforma RS é, principalmente, colaborativo e com o objetivo de ajudar a melhorar o Rio Grande do Sul, juntando forças de diferentes setores e voluntários para apoiar iniciativas públicas e privadas. Randon avalia que a tecnologia é a melhor maneira de contribuir com isso, criando mais ecossistemas de inovação, gerando receita e empregos. Além disso, ecossistemas mais consistentes e fortes atraem empresários, empreendedores e investidores, diz o executivo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia