Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Internacionais

06/11/2019 - 18h47min. Alterada em 06/11 às 18h50min

Jornal do Comércio participa de Fórum Econômico em Xangai

Discussões foram encerradas nesta quarta-feira, com representação de dezenas de países

Discussões foram encerradas nesta quarta-feira, com representação de dezenas de países


GUILHERME KOLLING/ESPECIAL/JC
Mais de 500 representantes de institutos de altos estudos, organizações de pesquisa, universidades, think thanks, além de políticos, economistas, executivos de mídia e jornalistas da área econômica participaram do Fórum Econômico Internacional em Xangai, uma das atividades paralelas da segunda edição da China International Import Expo, megafeira de importações aberta nesta terça-feira (5) pelo presidente chinês, Xi Jinping.
Mais de 500 representantes de institutos de altos estudos, organizações de pesquisa, universidades, think thanks, além de políticos, economistas, executivos de mídia e jornalistas da área econômica participaram do Fórum Econômico Internacional em Xangai, uma das atividades paralelas da segunda edição da China International Import Expo, megafeira de importações aberta nesta terça-feira (5) pelo presidente chinês, Xi Jinping.
O Fórum debateu diversos aspectos do desenvolvimento econômico e da abertura de mercado do gigante asiático nos últimos 70 anos, desde a fundação da República Popular da China. No encontro, especialistas e acadêmicos de todo mundo discutiram as relações dos chineses com os outros países, analisando as razões do crescimento exponencial do PIB da China, bem como os impactos para a economia mundial.
Único jornalista brasileiro presente no evento, o editor-chefe do Jornal do Comércio, Guilherme Kolling, participou de um dos painéis sobre China e Globalização, abordando o intercâmbio de informações entre veículos dos países, a partir de um relato sobre o Fórum de Mídia do Brics, que aconteceu em São Paulo na semana passada, e a parceria do JC com a Agência de Notícias Xinhua, da China. Vários estudiosos apontaram o conhecimento da China sobre o Ocidente como um dos fatores de sucesso de sua economia.
Representante de uma das organizações brasileiras convidadas ao evento, o presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), Pedro De Cesaro, também do Rio Grande do Sul, esteve no evento que durou dois dias e terminou nesta quarta-feira (6). O presidente do IEE fez uma fala no painel sobre Abertura, Cooperação e Desenvolvimento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia