Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

evento

Edição impressa de 06/11/2019. Alterada em 05/11 às 21h17min

Fórum ADCE debate sustentabilidade em Porto Alegre

Sérgio Cavalieri enumerou os dilemas do mundo atual

Sérgio Cavalieri enumerou os dilemas do mundo atual


MARCO QUINTANA/JC
Thiago Copetti
Presidente da União Cristã Internacional de Executivos de Negócios (Uniapac) para América Latina, o empresário Sérgio Cavalieri foi o destaque no primeiro dia do 9º FAZ - Fórum ADCE para Sustentabilidade, promovido pela Associação doa Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE). O evento, que continua hoje, reuniu no Teatro do CIEE, na Capital, empresários, executivos e gestores para debater o papel do mundo corporativo na sustentabilidade, em diferentes âmbitos, e a questão da partilha.
Presidente da União Cristã Internacional de Executivos de Negócios (Uniapac) para América Latina, o empresário Sérgio Cavalieri foi o destaque no primeiro dia do 9º FAZ - Fórum ADCE para Sustentabilidade, promovido pela Associação doa Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE). O evento, que continua hoje, reuniu no Teatro do CIEE, na Capital, empresários, executivos e gestores para debater o papel do mundo corporativo na sustentabilidade, em diferentes âmbitos, e a questão da partilha.
Entres os focos da palestra, além dos temas tradicionais abordados em eventos de sustentabilidade, como meio ambiente, Cavalieri apresentou um panorama sobre os muitos dilemas do mundo atual. O empresário mineiro, diretor do grupo Asamar, listou as ameaças transnacionais que rondam o mundo atual, avançou para temas que são grandes desafios globais e depois destacou angústias pessoais atuais que mais assolam a população mundialmente.
Aos empresários e gestores presentes, ressaltou a necessidade de resgatar princípios cristãos no relacionamento com a sociedade em geral e com seus próprios empregados. Cavalieri citou, entrou outras referências, um movimento criado em 2009 por John Mackey e Raj Sisodia para estimular um modelo de capitalismo consciente. Destacou, seguindo a linha de pensamento de Mackey e Sisodia, que o capitalismo precisa repensar seu modelo econômico para deixar de medir o sucesso apenas pelo desempenho financeiro.
A quem busca resgatar esses valores em sua gestão, Cavalieri citou como fontes de inspiração o Instituto Ethos - Empresas e Responsabilidade Social, as próprias orientações da ADCE e até o movimento promovido pelo Global Investors for Sustainable Development Alliance, que gerencia US$ 15 trilhões em recursos e que está fortalecendo a observância de critérios sociais na hora de aplicar seus recursos. Também indicou como referência a agenda da ONU 2030, que inclui ações para o meio empresarial, pessoal e público como forma de alcançar a sustentabilidade mundial em todos os sentidos.
O empresário citou ainda como modelo a ser revisto a mineração brasileira, manchada por dois desastres que levaram a imensos danos ambientais e a morte de centenas de pessoas. Ao falar sobre as tragédias de Mariana e Brumadinho, lembro que a mineração é a base de muitas das necessidades do mundo moderno, mas que precisa ser repensada.
"A mineração é indispensável para a continuidade da vida que temos hoje, mas temos de encontrar outra forma de minerar. O mundo está mudando e nós, como empresários cristãos, temos que ser aceleradores destas mudanças", observou Cavalieri.
Após a palestra do executivo, o palco do Teatro CIEE abriu espaço para o painel Planeta Terra, o Lugar Comum, tendo como debatedores, Máximo Trevisan (advogado e professor da UFSM), Maurício Harger (diretor geral da CMPC Brasil) e Yeda Crusius (ex-governadora do Estado). Na sequência, Claudio Gastal (secretário de Governança e Gestão Estratégica do governo do Estado) falou sobre a História e Evolução do pensamento da humanidade sobre a exploração e partilha dos bens comuns e Jorge Audy (superintendente de inovação e desenvolvimento da Pucrs) abordou o tema Desenvolvimento Tecnológico e o Desafio de Compartilhar os Benefícios para todos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia