Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Balanços

Edição impressa de 06/11/2019. Alterada em 06/11 às 03h00min

Lucro líquido da Vulcabras Azaleia sobe 5,8% no terceiro trimestre

A fabricante de calçados Vulcabras Azaleia divulgou, nesta terça-feira, um lucro líquido de R$ 41,8 milhões no terceiro trimestre de 2019. O resultado representa uma elevação de 5,8% em comparação ao lucro do mesmo período de 2018. No acumulado do ano, o ganho líquido da empresa foi de R$ 98,0 milhões, uma queda de 7,5% ante os nove primeiros meses do ano passado.
A fabricante de calçados Vulcabras Azaleia divulgou, nesta terça-feira, um lucro líquido de R$ 41,8 milhões no terceiro trimestre de 2019. O resultado representa uma elevação de 5,8% em comparação ao lucro do mesmo período de 2018. No acumulado do ano, o ganho líquido da empresa foi de R$ 98,0 milhões, uma queda de 7,5% ante os nove primeiros meses do ano passado.
A margem bruta foi de 34,7%, uma queda de 1,9 p.p. em relação ao período do ano anterior. O Ebitda foi de R$ 64,6 milhões, um crescimento de 17,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.
As receitas totalizaram R$359,4 milhões, com acréscimo de 11,6% sobre o terceiro trimestre de 2018, quando registrou R$ 322,1 milhões. O resultado é comemorado pela companhia, uma vez que o varejo enfrentou um momento de estagnação nos últimos meses.
O volume bruto foi de 7,3 milhões de pares/peças no período, o que representa um aumento de 9,7% em relação ao mesmo trimestre de 2018.
A categoria de calçados esportivos apresentou expansão de 11%, mesmo sendo significativamente impactada pelo fraco desempenho do varejo no mercado interno e externo. A de calçados femininos apresentou ligeira queda de 3,1%. Já a categoria confecções e acessórios apresentou robusto crescimento, com expansão de 288,5% em relação ao terceiro trimestre de 2018.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia