Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de outubro de 2019.
Feriado nos EUA: Columbus Day.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

Edição impressa de 14/10/2019. Alterada em 14/10 às 15h10min

Streaming e apps de transportes entram no IPCA

O IBGE vai atualizar a lista de produtos e serviços usada para calcular a inflação oficial do País, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A partir de janeiro, 56 novos elementos serão avaliados. Entre as novidades está a inclusão do serviço de streaming e do transporte por aplicativo.
O IBGE vai atualizar a lista de produtos e serviços usada para calcular a inflação oficial do País, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A partir de janeiro, 56 novos elementos serão avaliados. Entre as novidades está a inclusão do serviço de streaming e do transporte por aplicativo.
Também haverá alterações no conjunto de alimentos analisados pelo IBGE. Saem da lista produtos como amido de milho, coco ralado e patê. Entram macarrão instantâneo, açúcar demerara e suco em pó. As mudanças nos componentes da inflação têm como base os resultados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018, que atualizou os hábitos de consumo e renda das famílias.
Outra alteração no cálculo no IPCA será o peso dos grupos. Em 2020, os transportes serão o principal componente da inflação, representando 20,8% do total. Até então, quem detinha essa posição era o grupo de alimentos e bebidas, que diminuiu sua participação para 19%.
"Ficamos muito tempo sem ter uma POF e temos uma mudança cada vez mais rápida no padrão tecnológico. Tivemos a saída de alguns itens que realmente não encontramos mais. Ao mesmo tempo, tivemos a entrada de produtos que estão no cotidiano de milhões de brasileiros", explicou o gerente de Índice de Preços do IBGE, Pedro Kislanov.
 

ALGUNS ITENS QUE entraM e que saEM da lista

Entra no cálculo

Macarrão instantâneo

Açúcar demerara

Suco em pó

Caldo de tucupi

Requeijão

Saco para lixo

Sabão líquido

Papel toalha

Videogame (console)

Conserto de celular

Conserto de bicicleta

Livro didático

Cabeleireiro e barbeiro

Sobrancelha

Tratamento de animais (clínica)

Óculos de grau

Sai do cálculo

Amido de milho

Coco ralado

Patê

Ervilha em conserva

Creme de leite

Inseticida

Aparelho de DVD

Forno de micro-ondas

Antena

Assinatura de jornal

Locação de DVD

Ingresso para jogo

Artigos ortopédicos

Transporte hidroviário

Telefone público

Terno

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia