Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de outubro de 2019.
Dia Mundial dos Correios.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Edição impressa de 09/10/2019. Alterada em 08/10 às 21h45min

Presença digital cria chances para marcas liderarem

Para marcas mais valiosas do mercado, fazer um bom trabalho no ambiente digital pode ser caminho para se manterem à frente, avalia Prange

Para marcas mais valiosas do mercado, fazer um bom trabalho no ambiente digital pode ser caminho para se manterem à frente, avalia Prange


CLAITON DORNELLES/ARQUIVO /JC
Patricia Knebel
Totvs, Petrobras, Localiza, Porto Seguro, Cielo, Magazine Luiza/Magalu e CVC. Esse time de empresas conseguiu, em 2019, ocupar um lugar de destaque em dois rankings importantes: estão entre as 25 marcas mais valiosas do mercado brasileiro, segundo levantamento da Interbrand, consultoria global de marcas, e são as mais bem colocadas em presença digital.
Totvs, Petrobras, Localiza, Porto Seguro, Cielo, Magazine Luiza/Magalu e CVC. Esse time de empresas conseguiu, em 2019, ocupar um lugar de destaque em dois rankings importantes: estão entre as 25 marcas mais valiosas do mercado brasileiro, segundo levantamento da Interbrand, consultoria global de marcas, e são as mais bem colocadas em presença digital.
"Essas são referências de marcas que enxergaram a importância da complementaridade. Quando, além de dominar essa posição de liderança, também são bem percebidas no mundo digital, a tendência é que se mantenham à frente", avalia o CEO da Zeeng, Eduardo Prange.
A startup, uma plataforma de Big Data analytics voltada para o setor de marketing e comunicação, em parceria com a Bluma Hub, é a responsável pela preparação da segunda edição do ranking da presença digital, realizado com base nas marcas mais valiosas apontadas pela Interbrand. "No final de 2018, ficamos curiosos em entender se as marcas que eram consideradas as mais valiosas também lideravam em presença digital nos seus segmentos de atuação", relembra Prange sobre o início desse trabalho.
Os estudos mostraram que existe uma tendência natural de as mais valiosas estarem também bem posicionadas na presença digital, mesmo que isso não seja regra. Fazer um bom trabalho no ambiente digital pode levar as empresas a, com o tempo, ocuparem um lugar entre as mais relevantes do mercado.
"Cada vez mais é necessário monitorar e compreender o caminho que seu público percorre, através de sites, plataformas sociais ou notícias. Isso tornará as marcas mais autênticas e as experiências, mais relevantes, e, principalmente, dará o poder da tomada de decisões acertadas", comenta Prange.
No estudo, foram analisadas as seguintes categorias: ativo social, comparação do número de seguidores, fãs e inscritos que cada marca possui em suas redes sociais; web analytics, que compara a autoridade dos domínios; e relevância entre os sites e o social analytics, que analisa o comportamento de cada marca em suas redes sociais oficiais e leva em consideração informações como: engajamento, ativo social, share of voice e volume de interações.
As empresas foram divididas em 15 setores. No financeiro, aparecem ranqueadas Itaú, BTG Pactual, Bradesco Banco do Brasil. Embora esteja entre as mais valiosas, a BTG Pactual não aparece entre as top cinco no posicionamento digital dentro do setor financeiro e o Banco do Brasil, que aparecia como primeiro colocado no Score em 2018, caiu para última posição. "Essas empresas poderiam usar ambiente digital para reforçar a sua soberania. Já Nubank e Caixa se fortaleceram muito no ambiente digital", analisa Prange.
No segmento cervejeiro, as empresas mais relevantes no ambiente digital são Skol,
Brahma, Eisenbahn e Cervejas Colorado. Em moda e vestuário, os destaques são C&A, Lojas Renner, Riachuelo, Marisa e Hering. A Lojas Renner segue em primeiro lugar nos rankings de ativo social e web analytics, mesmo que todas as marcas tenham apresentado crescimento em ativos sociais. E no ranking digital se observou que a marca Reserva - que, no estudo anterior, estava no top cinco - deu lugar à Hering, que ainda possui oportunidades para crescer.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia