Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Gestão

- Publicada em 21h15min, 29/09/2019. Atualizada em 21h15min, 29/09/2019.

Federasul lança cartilha de compliance

Em sintonia com os mecanismos de governança corporativa e gestão, a Federasul lançou, nesta sexta-feira, uma Cartilha de Compliance, redigida pela Comissão Permanente de Ética e Compliance (Copec) - um braço da Divisão Jurídica da entidade.
Em sintonia com os mecanismos de governança corporativa e gestão, a Federasul lançou, nesta sexta-feira, uma Cartilha de Compliance, redigida pela Comissão Permanente de Ética e Compliance (Copec) - um braço da Divisão Jurídica da entidade.
A cartilha, de 28 páginas, tem por propósito difundir a cultura ética e de integridade, estimulando a atuação no combate à corrupção, bem como contribuir na divulgação do compliance como uma das ferramentas para alcançar os objetivos de ética e integridade, almejados pela classe empresarial.
Notícias sobre economia são importantes para você?
A ideia da Cartilha, explicam os coordenadores da Copec, Klyverson Moreno e Eliana Herzog, é atuar como instrumento facilitador para a implementação de programas de compliance pelas filiadas. A coordenadora de Divisão Jurídica, Letícia Batistela, lembra que a Copec é um reflexo da coerência, da integridade e da grandeza da Federasul.
Dividida em nove capítulos, e nove subtítulos, a cartilha traz um glossário para facilitar a compreensão e o manuseio prático, formalizando os termos usados no compliance. A cartilha se propõe, em linguagem acessível e rápida, a facilitar o conhecimento e a divulgação de conceitos básicos da compliance de forma a aprofundar o tema e adotar os modelos sugeridos.
Ela mostra, ainda, os pilares do programa que requer o envolvimento da direção das entidades para sua implementação. Abre um capítulo sobre avaliação de riscos, passa pelo código de condutas e políticas, controles internos, entre outros, e chega na lei anticorrupção e no decreto regulamentador. Aborda a lavagem de dinheiro e conclui que a Federasul quer contribuir efetivamente para o fomento da cultura da conformidade e difundir a necessidade real de usar o compliance para alcançar a perenidade das organizações, dentro dos melhores padrões éticos.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO