Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de setembro de 2019.
Feriado no RS - Revolução Farroupilha.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

20/09/2019 - 13h14min. Alterada em 20/09 às 13h18min

Auditor aposentado José Barroso Tostes Neto deve ser o novo chefe da Receita

Comando da Receita Federal está vago desde a demissão de Marcos Cintra

Comando da Receita Federal está vago desde a demissão de Marcos Cintra


Marcello Casal Jr/Agência Brasil/JC
O auditor fiscal aposentado José Barroso Tostes Neto deve ser o novo secretário especial da Receita Federal. Ele substituirá Marcos Cintra, que deixou o cargo na semana passada em meio à polêmica sobre a recriação de um novo imposto sobre movimentações financeiras, nos moldes da extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).
O auditor fiscal aposentado José Barroso Tostes Neto deve ser o novo secretário especial da Receita Federal. Ele substituirá Marcos Cintra, que deixou o cargo na semana passada em meio à polêmica sobre a recriação de um novo imposto sobre movimentações financeiras, nos moldes da extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).
De acordo com fontes do governo, ele deve trabalhar em parceria com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, que deve assumir a articulação política da reforma tributária.
Considerado um quadro técnico para o posto, Tostes Neto atuou pela Receita Federal entre 1982 e 2011 na Região Norte do País e deixou o cargo de auditor para assumir a secretaria de Fazenda do Pará, no segundo mandato de Simão Jatene (PSDB), entre 2011 e 2015.
Nos últimos quatro anos, Tostes Neto tem chefiado a equipe de projetos para o desenvolvimento, processamento, negociação e avaliação da gestão fiscal e subnacional do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 
Estadão Conteúdo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia