Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Pesquisa

- Publicada em 03h08min, 29/08/2019. Atualizada em 03h00min, 29/08/2019.

Confiança de serviços recua em agosto, mostra pesquisa da FGV

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) caiu 1,1 ponto na passagem de julho para agosto, para 92,3 pontos, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O recuo interrompe dois meses de avanços seguidos. Em médias móveis trimestrais, o índice ainda se mantém em alta, com elevação de 1,1 ponto.
O Índice de Confiança de Serviços (ICS) caiu 1,1 ponto na passagem de julho para agosto, para 92,3 pontos, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O recuo interrompe dois meses de avanços seguidos. Em médias móveis trimestrais, o índice ainda se mantém em alta, com elevação de 1,1 ponto.
"Depois de dois resultados positivos, a confiança de serviços volta a patinar. O resultado de agosto mostra que os empresários voltaram a ficar cautelosos com os próximos meses, enquanto o volume de serviços no momento continua melhorando lentamente. Essa combinação de resultados e o patamar baixo da confiança sugerem que a recuperação do setor deve continuar gradual, sem perspectivas de aceleração no curto prazo", avaliou Rodolpho Tobler, economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV).
Em agosto, houve piora na confiança em nove das 13 principais atividades pesquisadas. O Índice de Expectativas (IE-S) recuou 2,3 pontos, para 95,3 pontos. O componente da tendência dos negócios nos próximos seis meses caiu 2,4 pontos, enquanto a demanda prevista nos próximos três meses diminuiu 2 pontos.
Já o Índice da Situação Atual (ISA-S) ficou estável em agosto, aos 89,4 pontos. O componente de volume de demanda atual subiu 0,3 ponto, e o indicador de situação atual dos negócios caiu 0,3 ponto.
O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor de serviços caiu 0,6 ponto percentual em agosto ante julho, para 81,8%.
Comentários CORRIGIR TEXTO