Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Tecnologia

- Publicada em 21h21min, 26/08/2019. Atualizada em 21h20min, 26/08/2019.

Instituto Caldeira vai conectar grandes empresas a startups

Empreendimento tem a expectativa de se tornar um importante símbolo de cena empreendedora gaúcha

Empreendimento tem a expectativa de se tornar um importante símbolo de cena empreendedora gaúcha


/ESTÚDIO 254/DIVULGAÇÃO/JC
Patricia Knebel
Um dos principais símbolos do movimento pela inovação e empreendedorismo em Porto Alegre, resultado direto do Pacto Alegre, o Instituto Caldeira foi oficializado ontem. A assinatura do documento de fundação do projeto, que nasce com a missão de impulsionar transformações e novos negócios por meio da conexão entre empresas, startups e agentes de inovação, aconteceu em um coquetel que reuniu os 40 primeiros fundadores da iniciativa, entre pessoas físicas e jurídicas. Entre eles estão Jorge Gerdau Johannpeter, as famílias Renner, Ling, Goldzstein e Herrmann, empresas tradicionais como Sicredi, Panvel e Vulcabras, e players da nova economia, como Banco Agibank, 4all, Zenvia e StartSe.
Um dos principais símbolos do movimento pela inovação e empreendedorismo em Porto Alegre, resultado direto do Pacto Alegre, o Instituto Caldeira foi oficializado ontem. A assinatura do documento de fundação do projeto, que nasce com a missão de impulsionar transformações e novos negócios por meio da conexão entre empresas, startups e agentes de inovação, aconteceu em um coquetel que reuniu os 40 primeiros fundadores da iniciativa, entre pessoas físicas e jurídicas. Entre eles estão Jorge Gerdau Johannpeter, as famílias Renner, Ling, Goldzstein e Herrmann, empresas tradicionais como Sicredi, Panvel e Vulcabras, e players da nova economia, como Banco Agibank, 4all, Zenvia e StartSe.
O encontro também marcou a apresentação do Comitê de Governança do projeto, composto por executivos de Sicredi, Lojas Renner e MBZ Advogados, e de alguns nomes que poderão compor o Conselho de Administração do Instituto Caldeira como Marciano Testa, Claudio Coutinho, José Galló, Julio Mottin Netto, Rodrigo Vontobel, William Ling, Haroldo Stumpf, Frederico Logemann e Marcos Boschetti. Pedro Valério será o diretor-executivo do projeto.
Notícias sobre economia são importantes para você?
O coração do instituto é a grande caldeira, com 30 metros de pé direito, que, em 1920, produzia energia para as indústrias do grupo AJ Renner, em frente à área onde hoje está instalado o Shopping DC Navegantes. Agora, a expectativa é que possa se tornar um importante símbolo da cena empreendedora e inovadora gaúcha.
"Isso tudo nos inspirou a rebatizar o complexo para DC - Distrito Caldeira, integrando empresas, startups e universidades. A previsão é de que a inauguração aconteça no primeiro semestre de 2020", conta Frederico Renner, bisneto de AJ Renner e um dos fundadores do Instituto Caldeira. As obras físicas começam em outubro, justamente pela caldeira, e, ao mesmo tempo, deverão ser feitas as negociações dos contratos de aluguel das empresas que ocuparão a área. O espaço físico terá mais de 12 mil metros quadrados na primeira fase, e poderá chegar a 50 mil m2 nas próximas etapas. A meta é reunir, quando o projeto estiver no auge, até 3 mil pessoas desenvolvendo projetos inovadores em empresas de todos os portes.
O projeto arquitetônico é do Estúdio 254 e foi pensado para integrar diferentes usos a partir de uma abordagem dinâmica que estabelece conexões entre os espaços, colocando os usuários em primeiro lugar em busca da interação e da criatividade. No espaço, que abriga uma antiga caldeira de tecelagem, o usuário interage com intervenções que remetem ao 4º Distrito, ressignificado a partir de uma nova linguagem. Já o Pocket Park conecta o antigo e o novo, por meio de um espaço aberto, que encontra uma área de 900 m2 pensada para funcionar de forma flexível, tanto para eventos quanto para o convívio diário. O posicionamento de branding foi concebido pela agência de inteligência de publicidade Global.
O ato de fundação foi acompanhado da divulgação de uma agenda positiva liderada pelo instituto, que integrará eventos, curadoria de conteúdo, educação, aprendizado e missões internacionais abertas para toda a sociedade gaúcha. A primeira missão já está organizada e ocorrerá na primeira semana de dezembro para visitar as empresas e os hubs de inovação da China.
Fomentar o conhecimento será um dos pilares do Instituto Caldeira, que, juntamente com as universidades que compõem a Aliança para a Inovação em Porto Alegre - Ufrgs, Pucrs e Unisinos -, e em parceria com universidades dos EUA e de Israel, atuará para impulsionar a formação de profissionais com as habilidades e os conhecimentos do futuro, como engenharia de dados, Big Data, desenvolvimento de software, robótica e Internet das Coisas.
Marciano Testa, um dos fundadores do instituto, comenta que o projeto vai orquestrar todas iniciativas já existentes no Rio Grande do Sul, como Inova RS e hubs com novas frentes que serão criadas, buscando a conexão e aproximando as empresas e as startups. "Vamos facilitar a busca por recursos e ferramentas para acelerar a transformação digital no Estado, além de conectar o nosso ecossistema de inovação com os demais ecossistemas, no Brasil e no mundo", vislumbra.
Comentários CORRIGIR TEXTO