Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 20 de agosto de 2019.
Dia do Maçom.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Saneamento

20/08/2019 - 19h55min. Alterada em 20/08 às 20h14min

Governo apresenta PPP da Corsan a investidores na bolsa de valores

Prazos da concorrência preveem que leilão para contrato com a Corsan será em fim de novembro

Prazos da concorrência preveem que leilão para contrato com a Corsan será em fim de novembro


ARQUIVO CORSAN/DIVULGAÇÃO/JC
O governo gaúcho encara nesta quarta-feira (21) potenciais interessados na parceria público-privada (PPP) da Corsan em eventos previstos com investidores na bolsa de valores de São Paulo, a B3. A proposta, que será detalhada por representantes do governo e da estatal, prevê aportes de R$ 2,23 bilhões em expansão da rede de coleta e tratamento de esgoto em cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA). A PPP é uma concorrência internacional. O leilão está marcado para 29 de novembro deste ano. O calendário prevê assinatura do contrato com o vencedor em fim de março de 2020.
O governo gaúcho encara nesta quarta-feira (21) potenciais interessados na parceria público-privada (PPP) da Corsan em eventos previstos com investidores na bolsa de valores de São Paulo, a B3. A proposta, que será detalhada por representantes do governo e da estatal, prevê aportes de R$ 2,23 bilhões em expansão da rede de coleta e tratamento de esgoto em cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA). A PPP é uma concorrência internacional. O leilão está marcado para 29 de novembro deste ano. O calendário prevê assinatura do contrato com o vencedor em fim de março de 2020.
Quem vencer a disputa terá de investir R$ 1,85 bilhão em recursos próprios nas obras. Outros R$ 370 milhões serão repassados pelo setor público, totalizando a cifra prevista. As cidades de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão serão os alvos das intervenções e implantação de redes. Canoas, que foi a última aprovar a proposta na Câmara local, terá o maior investimento, de R$ 420 milhões, sendo R$ 388 milhões privados. 
A modelagem da operação e edital foram lançados na semana passada. Nesta quarta, será detalhado o edital de licitação do processo de contratação da PPP para o mercado. Em 35 anos, o valor do contrato chega a R$ 9,56 bilhões para a vencedora. Segundo a companhia de saneamento, o evento entre 10h e 12h no espaço da bolsa, em São Paulo, a sessão busca dar mais "transparência e uniformizar as informações repassadas aos agentes de mercado interessados em participar do processo".
O secretário estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, e o diretor-presidente da Corsan, Roberto Barbuti, farão o detalhamento das regras e das condições do edital já disponível. A previsão é que na tarde desta quarta, na quinta e sexta-feira ocorram reuniões com segmentos que podem analisar o investimento. 
Segundo a estatal, a B3 foi contratada para dar apoio à Comissão Especial de Licitações da Corsan em todo o processo de definição do certame. A bolsa vai receber as propostas, guardar os envelopes, conduzir as sessões públicas e outros procedimentos que foram necessários. "A condução da B3 vai agregar mais segurança, visibilidade e expertise técnica operacional ao processo licitatório", garante a estatal.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia