Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de agosto de 2019.
Dia do Controle de Poluição Industrial.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Balanços

Edição impressa de 14/08/2019. Alterada em 13/08 às 21h49min

Lucro do Banrisul aumenta 29,5% no primeiro semestre

Coutinho apresentou os números e ressaltou que recuo das despesas administrativas foi importante

Coutinho apresentou os números e ressaltou que recuo das despesas administrativas foi importante


/DAVID PIRES/DIVULGAÇÃO/JC
Adriana Lampert
O aumento das receitas de tarifas bancárias e prestação de serviços contribuiu para o bom desempenho do Banrisul no primeiro semestre de 2019, cujo lucro inflou 29,5% frente à mesma base de 2018. O presidente da instituição, Cláudio Coutinho, anunciou lucro líquido de R$ 655,3 milhões no período e destacou a queda de inadimplência (de 3,7% para 2,2%). "Também a contenção das despesas administrativas, que cresceram 1,4%, ficando bem abaixo da inflação, foi muito importante para este resultado."
O aumento das receitas de tarifas bancárias e prestação de serviços contribuiu para o bom desempenho do Banrisul no primeiro semestre de 2019, cujo lucro inflou 29,5% frente à mesma base de 2018. O presidente da instituição, Cláudio Coutinho, anunciou lucro líquido de R$ 655,3 milhões no período e destacou a queda de inadimplência (de 3,7% para 2,2%). "Também a contenção das despesas administrativas, que cresceram 1,4%, ficando bem abaixo da inflação, foi muito importante para este resultado."
De acordo com o balanço financeiro apresentado pela diretoria do banco, o patrimônio líquido do Banrisul atingiu R$ 7,5 bilhões em junho de 2019. Os ativos totais apresentaram saldo de R$ 79,4 bilhões no mesmo mês, com ampliação de 5,5% em relação a junho de 2018. O total de recursos captados e administrados neste período foi de R$ 69,4 bilhões, com expansão de 10,2% em 12 meses.
Notícias sobre economia são importantes para você?
"Continuaremos trabalhando nas mesmas linhas durante o segundo semestre", afirmou Coutinho. O dirigente avaliou que os novos modelos de crédito implementados no final de 2018 e a melhora na economia contribuíram para que o banco encerrasse os primeiros seis meses do ano com uma base consistente de transações. Somente em junho, a carteira de crédito do Banrisul registrou saldo de R$ 34,2 bilhões, alcançando crescimento de 7% nos 12 meses. "A carteira comercial registrou saldo de R$ 25,6 bilhões, tendo inflado 11,8% em um ano", calculou Coutinho.
Já o saldo do crédito rural da instituição atingiu R$ 2,3 bilhões em junho de 2019. No início de julho, o banco iniciou campanha para ações do agronegócio, voltada para pequenos agricultores. "Até o momento os resultados têm sido muito positivos e já vêm surtindo efeito nossa aproximação do segmento com produtos e serviços como crédito, seguro e consórcios." Atualmente, 25 mil produtores rurais já possuem crédito pré-aprovado para compra de equipamentos e animais na 42ª Expointer.
O banco encerrou os primeiros seis meses de 2019 com uma base de 1,1 milhão de cartões de crédito, 19,4% acima do registrado no mesmo período de 2018. Durante o primeiro semestre de 2019, foram realizadas 37,5 milhões de transações, o que possibilitou a movimentação financeira de R$ 3,1 bilhões. Estes números representam crescimento de 26% e 25,8%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior. Já a arrecadação de prêmio de seguros, contribuições de previdência e títulos de capitalização ao final do primeiro semestre atingiu R$ 708,5 milhões - 24,1% a mais que o resultado registrado entre janeiro e julho de 2018.
No total, as receitas de seguridade alcançaram R$ 152,1 milhões desde janeiro. De acordo com relatório, o Banrisul recolheu e provisionou R$ 604,4 milhões em impostos e contribuições próprios no primeiro semestre de 2019. Os tributos retidos e repassados, incidentes diretamente sobre a intermediação financeira e demais pagamentos somaram R$ 562,5 milhões no período. Em junho, o Estado contratou o banco para estudar a possibilidade de venda (ou não) de papéis da instituição que excedem o controle acionário. "Ainda não há nada conclusivo a este respeito", destaca Coutinho.

Banco suspende divulgação de guidance

O Banrisul informou no documento sobre o balanço que não fará mais a divulgação de projeções sobre desempenho futuro (guidance), tendo em vista a possibilidade da realização de uma oferta pública de ações (OPA) pelo Estado do Rio Grande do Sul, acionista controlador, envolvendo ações excedentes do controle do banco. Fato relevante neste sentido foi divulgado em 12 de junho. O banco diz que manterá seus acionistas e o mercado informados sobre quaisquer novos fatos atinentes à matéria em questão.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia