Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

Edição impressa de 07/08/2019. Alterada em 06/08 às 21h28min

Expoagas espera movimentar R$ 520 milhões na edição deste ano

Presença da indústria gaúcha é a menor da história do evento, diz Longo

Presença da indústria gaúcha é a menor da história do evento, diz Longo


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Jefferson Klein
Com uma expectativa de atrair 48 mil visitantes e com a presença de 372 expositores, representando 109 segmentos, a Expoagas 2019 - 38ª Convenção Gaúcha de Supermercados será realizada entre os dias 20 e 22 de agosto no Centro de Eventos Fiergs, em Porto Alegre. A previsão é de que o encontro deste ano gere, pelo menos, R$ 520 milhões em negócios (a edição de 2018 fechou com R$ 509 milhões).
Com uma expectativa de atrair 48 mil visitantes e com a presença de 372 expositores, representando 109 segmentos, a Expoagas 2019 - 38ª Convenção Gaúcha de Supermercados será realizada entre os dias 20 e 22 de agosto no Centro de Eventos Fiergs, em Porto Alegre. A previsão é de que o encontro deste ano gere, pelo menos, R$ 520 milhões em negócios (a edição de 2018 fechou com R$ 509 milhões).
Estarão representadas empresas supermercadistas de todos os estados brasileiros e de mais 11 países. Também são esperados cerca de 800 lançamentos de produtos para o mercado. O presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, destaca que a Expoagas se consolidou como a maior feira de varejo do Cone Sul.
Notícias sobre economia são importantes para você?
O dirigente comenta que em torno de 80% dos expositores estão retornando para o evento e os 20% restantes significam uma renovação de participantes. Dentro desse universo, Longo informa que a presença da indústria gaúcha é a menor da história (67%, contra 72% no ano passado). O presidente da Agas atribui esse fato ao receio que ainda se tem quanto à economia e às dificuldades enfrentadas no Estado como, por exemplo, atrasos de salários que refletem em toda a sociedade.
Entre os segmentos que participarão da próxima Expoagas, Longo cita o dos alimentos saudáveis, eficiência energética, consultoria tributária e acessórios para smartphones. Além dos negócios que a feira proporcionará, serão realizadas palestras, seminários, oficinas e qualificações para diferentes públicos. Entre os convidados que palestrarão no evento encontram-se Glória Maria, Cláudia Raia e Alexandre Garcia. O homenageado deste ano com a Medalha Don Charles Bird - que leva o nome do primeiro presidente da Agas - será o presidente da Cooperativa Santa Clara, Rogério Bruno Sauthier,
O lançamento oficial da 38ª Expoagas foi feito ontem, na sede da Agas. Durante a ocasião, Longo aproveitou para defender a liberação da venda de alguns medicamentos nos supermercados, algo que, segundo ele, poderia refletir na redução dos custos desses produtos na ordem de 30%.
Entre os itens que poderiam ser ofertados, o empresário indica aqueles que, hoje, podem ser pedidos por tele-entrega ou que se encontram nas gôndolas das farmácias, como antitérmicos e xaropes. "A gente acha isso (a proibição de venda nos supermercados) uma reserva de mercado e tem os dias contados, o consumidor não está mais disposto a privilegiar determinados setores", frisa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia