Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

bancos

31/07/2019 - 16h22min. Alterada em 31/07 às 17h09min

Caixa lança 'Caixa Sim' e corta juro do cheque especial

Banco disponibilizará um novo pacote de produtos com taxas ainda mais atrativas aos clientes

Banco disponibilizará um novo pacote de produtos com taxas ainda mais atrativas aos clientes


MAURO SCHAEFER/ARQUIVO/JC
Estadão Conteúdo
Atualizada às 17h10min
Atualizada às 17h10min
A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira (31), cortes nas taxas de juros de suas principais linhas de crédito a partir de quinta-feira (1º), tanto para empresas como para as famílias. Além disso, a partir do dia 19 de agosto, o banco disponibilizará um novo pacote de produtos, chamado "Caixa Sim", com taxas ainda mais atrativas aos clientes.
"Somos o banco mais solvente do mercado. Nenhum outro banco tem 20% de Índice de Basileia", afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães. "Isso nos permite tomar essa medida." As reduções de taxas são permanentes, completou.
No cheque especial para pessoas físicas, a redução imediata nos juros é de 26%, com a taxa máxima indo de 13,45% ao mês para 9,99% ao mês. Para pessoas jurídicas, a redução imediata no cheque especial é de 33%, caindo de 14,95% ao mês também para 9,99% ao mês.
No pacote "Caixa Sim", essas taxas serão ainda menores. No caso do cheque especial para famílias, a redução na taxa alcançará 33%, para 8,99% ao mês. Para empresas a redução nessa linha será de 40%, também para 8,99% ao mês.
Já no crédito pessoal, haverá uma redução de até 21% nas taxas cobradas. Atualmente o piso cobrado é 4,99% ao mês, e passará a ser de 2,29% ao mês. Nesse caso, as taxas variam conforme o perfil do cliente.
A Caixa também anunciou a isenção da anuidade no cartão de crédito para pessoas físicas. "A isenção de anuidade é importante em um momento de grande competição no mercado bancário, inclusive com a liberação de recursos do FGTS", completou.
Para empresas, haverá redução de 11% nas taxas de capital de giro nas operações com aval de sócios (a partir de 1,69% ao mês) e de 13% nas de capital de giro com aval de sócios mais imóvel ou aplicação financeira (a partir de 0,99% ao mês ou 0,95% ao mês, respectivamente).
Na antecipação de recebíveis com cartão de crédito, a taxa será de 1,85%. Também não haverá anuidade no primeiro ano do cartão de crédito para pessoas jurídicas.
Conforme adiantou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o corte horizontal nos juros do banco para pessoas físicas e jurídicas tem como foco, principalmente, linhas como crédito pessoal e capital de giro. O movimento teria partido de uma orientação interna do banco e visa a se antecipar à uma retomada mais aquecida na demanda por crédito no segundo semestre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia